Marco Tulio Pelegrinne, diretor da divisão de jatos executivos da Embraer, comemora a certificação do Legacy 450 (Foto - Thiago VInholes)

Marco Tulio Pelegrinne, diretor da divisão de jatos executivos da Embraer, comemora a certificação do Legacy 450 (Foto – Thiago VInholes)

O jato Embraer Legacy 450 recebeu nesta terça-feira o certificado de aeronavegabilidade da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). A cerimônia da entrega do documento foi realizada debaixo de sol forte no estande da empresa na Labace 2015, a feira de aviação executiva que acontece no aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP), até a próxima quinta-feira (13).

Após o anúncio, o presidente da divisão de aviação executiva da Embraer, Marco Tulio Pelegrinni, estourou uma champanhe no bico do avião, pratica comum em lançamentos de novas aeronaves.


Com o certificado aprovado, que envolve a inspeção de mais de 7.500 itens, a aeronave enfim pode ser entregue aos seus primeiros clientes. A Embraer, por questões estratégicas, ainda não divulga quantos clientes ou empresas assinaram desejam adquirir o novo modelo, mas confirma que há interessados, sendo que alguns já até assinaram o contrato de compra – o Legacy 450 custa cerca de US$ 17 milhões.

“O Legacy 450 é um jato muito versátil, por isso interessa a clientes privados, grandes conglomerados e também empresas de táxi aéreo e voos fretados (charter)”, explicou Pelegrinni ao Airway.

A campanha de certificação envolveu dois protótipos, o primeiro com instrumentos de ensaio em voo e o segundo com um interior de produção. A comunalidade entre os modelos Legacy 450 e Legacy 500 é de cerca de 95%. A produção seriada do Legacy 450 já começou e a primeira entrega está prevista para o quarto trimestre de 2015.

Além de permitir a entrega das primeiras aeronaves no mercado brasileiro, o certificado da ANAC também libera a avaliação do Legacy 450 para FAA, órgão que regulamenta a aviação civil nos Estados Unidos, e a EASA, que cumpre a mesma função na Europa.

O Legacy 450, o menor modelo da família Legacy, pode carregar até oito passageiros em poltronas individuais que podem ser convertidas em quatro leitos, quando o voo é realizado com apenas quatro ocupantes. Com um alcance aproximado de 4.630 km, o novo produto da Embraer pode viajar, por exemplo, até os Estados Unidos com apenas uma parada para reabastecimento.

Veja mais: Embraer apresenta novo jato executivo Legacy 450