O jato comercial E175 foi o avião mais entregue pela Embraer no período, com 11 unidades despachadas (Embraer)

O jato E175 foi o avião mais entregue pela Embraer no período, com 11 unidades despachadas (Embraer)

A Embraer entregou 25 aeronaves no primeiro trimestre deste ano, informou a fabricante nesta segunda-feira (16). O volume ficou dividido entre 14 aviões comerciais, entregues nos Estados Unidos, Europa e na região Ásia-Pacífico, e 11 modelos executivos, sendo oito jatos leves e três grandes.

O avião da Embraer mais entregue nos três primeiros meses de 2018 foi o jato comercial E175, com 11 unidades despachadas, enquanto o E190 somou três entregas. Já o modelo executivo com mais entregas no período foi o Phenom 300, com cinco exemplares, seguido do Phenom 100 (três unidades), Legacy 450 (duas unidades) e o Legacy 500 (uma unidade).



O balanço da fabricante sobre o primeiro trimestre deste ano não inclui a primeira entrega do E190-E2. A aeronave foi entregue no início de abril à companhia Widerøe e portanto será relacionada no informe da fabricante sobre o segundo trimestre de 2018.

A carteira de pedidos da Embraer também já mostra um importante volume de encomendas pelos jatos da nova família E-Jets 2 (E2), com um total de 280 aeronaves (a série inclui os modelos E175-E2, E190-E2 e E195-E2) de pedidos firmes e opções de compra para mais 287 unidades.

O volume de encomendas pelos E2 já supera significativamente o número de pedidos pelos E-Jets de primeira geração (E170, E175, E190 e E195), que ainda somam 141 pedidos firmes e opções para mais 200 aeronaves.

O valor consolidado da carteira de pedidos firmes, assim como os resultados financeiros referentes ao primeiro trimestre de 2018, serão divulgados pela Embraer no próximo dia 27 de abril.

Destaques da Embraer no primeiro trimestre

O principal marco alcançado pela Embraer no primeiro trimestre de 2018 foi a certificação tripla do jato E190-E2, primeiro representante da nova série E2 a chegar ao mercado, ocorrida em 28 de fevereiro. O avião recebeu a homologação para operações comerciais (Certificação de Tipo) da ANAC no Brasil, FAA, dos EUA, e EASA, da Europa.

O E190-E2 é o primeiro avião a jato da Widerøe, empresa que já tem mais de 80 anos de mercado (Thiago Vinholes)

O novo E190-E2 recebeu certificação tripla da ANAC, FAA e EASA em fevereiro deste ano (Thiago Vinholes)

Na aviação executiva o destaque ficou com a entrega do primeiro Phenom 300E, nova versão com interior reformulado. O modelo havia sido apresentado na Conferência e Exposição de Aviação Executiva da NBAA-BACE, em outubro de 2017.

O Phenom 300E pode transportar seis passageiros (Embraer)

O Phenom 300E traz novas opções de interior e recursos de entretenimento (Embraer)

Por fim, a Embraer Defesa & Segurança, divisão da Embraer responsável pela aviação militar, anunciou durante o Singapore Airshow, em fevereiro deste ano, a assinatura de uma carta de intenção da empresa de serviços aeronáuticos SkyTech para aquisição de até seis cargueiros KC-390.

Veja mais: Azul anuncia arrendamento de cargueiros Boeing 737-400F