O E175 foi o avião mais entregue pela Embraer em 2018, com um total de 67 unidades despachadas (Embraer)

O E175 foi o avião mais entregue pela Embraer em 2018, com um total de 67 unidades despachadas (Embraer)

A Embraer divulgou nesta segunda-feira (11) seu balanço comercial completo de 2018, no qual entregou um total de 181 aeronaves, sendo 90 jatos comerciais e 91 jatos executivos (64 leves e 27 grandes). O volume de entregas na área de aviação comercial ficou dentro da estimativa de 85 a 95 aeronaves, enquanto a aviação executiva ficou abaixo da previsão de 105 a 125 aviões, como divulgados pela companhia em recente encontro com investidores e analistas na Bolsa de Valores de Nova York.

No quarto trimestre de 2018, a Embraer entregou 33 jatos comerciais e 36 jatos executivos (24 leves e 12 grandes). Em 31 de dezembro, a carteira de pedidos firmes a entregar totalizava US$ 16,3 bilhões, com um total de 368 aeronaves.


O resultado registrado pela fabricante em 2018 ficou 13,8% abaixo do volume de entregas de 2017, quando foram entregues 210 aeronaves (101 jatos comerciais e 109 jatos executivos). A marca alcançada no ano passado também está distante do recorde de entregas da Embraer, de 246 aeronaves, contabilizado em 2010.

O avião comercial da Embraer com mais entregas em 2018 foi o E175, com 67 jatos despachados. Em seguida aparecem o E190, com 13 unidades, o E195, com cinco exemplares, e um jato E170, encerrando as entregas de pedidos firmes pelo menor modelo da família E-Jet de primeira geração.. A fabricante também registrou no ano passado as primeiras entregas do novo modelo E190 E2, que já soma quatro unidades em operação (três com a Widerøe e um com a Air Astana).

Entre os jatos executivos, o modelo mais popular da Embraer foi o Phenom 300, que somou 33 unidades entregues. Na sequência aparecem o Legacy 450 (14 unidades), Phenom 100 (11 unidades), Legacy 500 (nove unidades) e o Legacy 650 (quatro unidades).


Marcos da Embraer em 2018

Durante o quarto trimestre, a Embraer confirmou a venda de jatos comerciais seguindo os acordos estabelecidos no Farnborough Airshow, em julho de 2018. A Republic Airways, maior operadora do mundo de E-Jets, assinou um contrato firme de 100 jatos E175. O contrato também inclui o direito de compra de 100 jatos E175 adicionais, com direito de conversão para o E175-E2, elevando o potencial do pedido para até 200 E-Jets.

O E190-E2 é o primeiro avião a jato da Widerøe, empresa que já tem mais de 80 anos de mercado (Thiago Vinholes)

A Widerøe, da Noruega, recebeu o primeiro E190-E2 em abril de 2018 (Thiago Vinholes)

A companhia Azul confirmou igualmente o pedido firme de 21 jatos E195-E2 previamente revelado. Esse contrato é uma adição aos 30 jatos E195-E2 pedidos em 2015 pela companhia, resultando em uma encomenda total de 51 jatos E2. A Azul será a operadora de lançamento do E195-E2 e receberá sua primeira aeronave neste ano.

Finalizando os contratos acordados em Farnborough, a Embraer assinou um pedido firme de três jatos E190 com a Nordic Aviation Capital (NAC), a líder global de leasing de aeronaves regionais, e revelou que a Binter Canarias, da Espanha, receberá seu primeiro jato E195-E2 no segundo semestre de 2019, tornando-se o primeiro cliente europeu do maior modelo da nova família E-Jets E2. A companhia confirmou a encomenda de três jatos E195-E2. O contrato inclui também o direito de compra a dois jatos adicionais do mesmo modelo.

A Embraer anunciou no último trimestre que a American Airlines Inc. assinou um pedido firme de 15 jatos E175, com a configuração de 76 assentos. Também foi anunciado um contrato com o Governo do Kiribati, juntamente com sua linha aérea nacional, Air Kiribati, de dois pedidos firmes do jato E190-E2 e direito de compra de outros dois jatos do mesmo modelo. Recentemente, a Embraer revelou o pedido firme adicional de nove jatos E175 feito pela SkyWest, que foi incluído na carteira de encomendas do último trimestre.

O Praetor 600 pode voar a mais de 1.000 km/h (Embraer)

O Praetor 600 já tem um cliente no Brasil (Embraer)

Em relação ao mercado de aviação executiva, a Embraer lançou no quarto trimestre os novos modelos de jatos executivos Praetor 500 e Praetor 600. A certificação e entrada em serviço do Praetor 600 é esperada para o segundo trimestre de 2019, seguido do Praetor 500 no terceiro trimestre.

Na área de aviação militar, a Embraer Defesa & Segurança alcançou em 2018 a Certificação de Tipo para o avião de transporte multimissão KC-390 da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). A homologação permite que a aeronave possa ser comercializada e operada por todo o território brasileiro.

A Força Aérea Brasileira vai receber os primeiros KC-390 em 2019 (FAB)

Veja mais: Força aérea da Nigéria encomenda 12 aviões de ataque Super Tucano