O Praetor 600 é avaliado em US$ 21 milhões (Embraer)

A Embraer anunciou nesta sexta-feira (28) a entrega do primeiro jato executivo Praetor 600 para um cliente europeu não revelado. A cerimônia de entrega foi realizada na unidade em São José dos Campos (SP), onde a nova série é produzida. A fabricante ainda informou que, em breve, o avião também será montado em Melbourne, nos Estados Unidos, onde já foram finalizados mais de 360 aeronaves dos modelos Phenom e Legacy desde 2011.

“Estamos muito satisfeitos com a primeira entrega do Praetor 600 e confiantes de que o nosso cliente ficará fascinado com o jato executivo mais avançado tecnologicamente e mais disruptivo a entrar no mercado”, disse Michael Amalfitano, presidente e CEO da Embraer Aviação Executiva. “O Praetor 600 certamente criará uma nova experiência de valor para nossos clientes e os apoiará tanto no âmbito pessoal como empresarial.”


Produto mais recente da Embraer, o Praetor 600 foi apresentado em outubro de 2018 durante a feira de aviação executiva NBAA-BACE (National Business Aviation Association’s Business Aviation Conference and Exhibition), realizada em Orlando, nos EUA. O jato desenvolvido a partir do Legacy 500 recebeu a certificação da ANAC em abril e no mês seguinte foi homologado pelas agências de aviação civil dos EUA (FAA) e Europa (EASA).

“O Praetor 600 libera todo o potencial da sua plataforma por meio de um avançado projeto de design, engenharia e tecnologia nunca antes visto na categoria de cabines médias”, disse Daniel Moczydlower, vice presidente de engenharia e tecnologia da Embraer. “Com tecnologia Full Fly-by-Wire de quarta geração desenvolvida pela Embraer e mais de 25 patentes registradas pelas inovações na arquitetura e design do seu interior, o Praetor 600 proporcionará aos clientes a experiência mais exclusiva da indústria e elevará as suas expectativas de jatos executivos.”

A cabine do Praetor 600 pode receber até 12 passageiros (Embraer)

O novo jato executivo da Embraer é o modelo com maior autonomia na categoria “supermédio”, com alcance intercontinental de 7.441 km. Esse desempenho permite ao Praetor 600 fazer voos sem escalas entre São Paulo e Miami ou de Paris a Nova York. Outra exclusividade do jato em seu nicho são os controles full fly-by-wire (100% eletrônicos) e o sistema de redução ativa de turbulência, tecnologias que segundo o fabricante tornam os voos mais suaves e eficientes.

A nova série da Embraer também inclui o Praetor 500 (concebido a partir do Legacy 450), para até nove passageiros e alcance máximo de 6.019 km. O modelo ainda está em fase de testes e certificação. Sua chegada ao mercado deve ocorrer até o final deste ano.

Embraer Aviação Executiva vai mudar de casa

A partir do próximo ano, a Embraer vai concentrar a produção de seus jatos executivos na unidade de Gavião Peixoto (SP), onde são produzidos os aviões militares da empresa brasileira, como é o caso do Super Tucano e o avião multimissão KC-390.

A fábrica em São José dos Campos será a sede da Boeing Brasil Commercial, controlada pela Boeing, e ficará focada apenas na produção de aviões comerciais.

Nota do editor: O nome Praetor escolhido pela Embraer para sua nova linha de jatos executivos é uma referência ao título que era concedido pelos imperadores na Roma Antiga aos comandantes do exército e importantes magistrados.

Veja mais: Embraer apresenta novo “avião-radar” baseado no Praetor 600