A Embraer ainda não informa se o protótipo avariado deve voltar a voar (Poder Aéreo)

A Embraer ainda não informa se o protótipo avariado deve voltar a voar (Poder Aéreo)

A Embraer informou nesta quinta-feira (10) que, após uma avaliação inicial do protótipo 001 do KC-390 que se envolveu em um incidente no último dia 5 de maio, quando saiu da pista enquanto realizava testes em solo na unidade em Gavião Peixoto (SP), foram identificados danos extensos nos três trens de pouso da aeronave além de avarias na parte estrutural da fuselagem.

Imagens obtidas pelo site Poder Aéreo mostram o avião bastante danificado após o incidente. Em comunicado oficial, a Embraer afirma que análises iniciais apontam que a aeronave e todos os sistemas comportaram-se normalmente conforme as características do projeto.



A fabricante informou que está avaliando o planejamento para a continuidade dos ensaios de certificação, incluindo a possibilidade de transferir alguns testes para o protótipo 002 e também para as primeiras aeronaves de série que já se encontram em estágio avançado de montagem. A Embraer também afirma que o incidente não altera a previsão de atingimento da certificação de Capacidade Final de Operação (Final Operational Capability), assim como a primeira entrega à Força Aérea Brasileira, programada para o quarto trimestre de 2018.

A Embraer ainda ressaltou que já iniciou a investigação para apurar as causas do incidente. A empresa, no entanto, ainda não confirma se o protótipo avariado deve voltar a voar.

O protótipo 001 do KC-390 saiu da pista em Gavião Peixoto enquanto realizava testes em solo (Poder Aéreo)

O protótipo 001 do KC-390 saiu da pista em Gavião Peixoto enquanto realizava testes em solo (Poder Aéreo)

Segundo incidente com o mesmo protótipo

A ocorrência registrada nesse sábado já é o segundo incidente envolvendo o protótipo 001 do KC-390. Em outubro de 2017, a mesma aeronave enfrentou uma perda inesperada de altitude enquanto executava avaliações de certificação sobre a qualidade de voo em baixa velocidade e simulando formação de gelo nas asas, também na região de Gavião Peixoto.

A rápida descida submeteu o protótipo a grandes forças aerodinâmicas, o que acabou danificando partes de carenagens externas. Após passar por essa situação, o avião pousou em segurança e nenhum tripulante ficou ferido.

Enquanto aguardava por peças de reposição e reparos, o protótipo 001 do KC-390 ficou afastado da campanha de testes e certificação do programa KC-390. O modelo havia retornado aos ensaios em março deste ano.

As primeiras entregas do KC-390 estão programadas para o segundo semestre deste ano. O primeiro cliente do novo cargueiro militar da Embraer será a FAB, que encomendou 28 aeronaves.

Nota do editor: Imagens gentilmente cedidas por Alexandre Galante, editor do site Poder Aéreo.

Veja mais: Cobaias aéreas