(SpaceX)

A versão definitiva da Starship poderá levar mais de 100 pessoas (SpaceX)

“Esta é uma imagem real, não uma renderização”, logo avisa Elon Musk, o bilionário dono da SpaceX, pelo Twitter ao revelar na semana passada a primeira imagem da nave espacial de sua empresa, a Starship. O aparelho montado na base do grupo em Boca Chica, no Texas, é o primeiro protótipo da espaçonave que deve levar astronautas de volta até para Marte nos próximos anos, segundo os ousados planos da primeira agência espacial privada do mundo.

Segundo Musk, o aparelho que aparece na imagem foi construído para testes suborbitais e, como os demais foguetes da SpaceX, também poderá retornar à Terra e pousar com segurança na posição vertical. A versão orbital, para voos ainda mais elevados, será maior e com um design mais polido, avisou o empresário, e vai trabalhar com auxílio com o foguete de lançamento da empresa, o Super Heavy, formando um conjunto com 103 metros de altura (equivalente a um prédio com 31 andares).


O foguete com aparência prateada e design retrô tem poucos recursos adicionais, além de uma simples bandeira dos Estados Unidos na fuselagem. Os primeiros testes com a versão orbital da nave estão programados para começar em junho deste ano.

O modelo anunciado por Musk na rede social ainda está longe do formato proposto pela SpaceX para a versão final da espaçonave, que eventualmente pretende transportar até 100 pessoas para Marte com 150 toneladas de carga.

Antes conhecido como Big Falcon Rocket (BFR) e agora renomeado como Starship, a espaçonave de passageiros e cargas é o projeto mais ambicioso da SpaceX. Mais adiante, espera-se que a nave avançada substitua todos os atuais foguetes da empresa, incluindo o modelo reutilizável Falcon 9.

O Starship é como uma evolução dos antigos Ônibus Espaciais da NASA, mas projetado para ir mais longe e levar mais carga (SpaceX)

O Starship é como uma evolução dos Ônibus Espaciais da NASA, mas projetado para ir mais longe e levar mais carga e tripulantes (SpaceX)

Veja mais: Governo brasileiro aprova parceria estratégica da Boeing com a Embraer