O novo E195-E2 pode ser configurado para embarcar até 140 passageiros (Embraer)

O novo “Profit Hunter” da Embraer, o jato E195-E2 com a pintura “TechLion”, começou hoje uma turnê mundial de demonstração. A primeira parada da aeronave será em Xiamen, na China, nesta segunda-feira (8), seguida de outras passagens pelo país e pela região da Ásia-Pacífico durante os meses de julho e agosto.

“As companhias aéreas irão se impressionar com a excepcional eficiência operacional do E2, além de maior flexibilidade operacional e incomparável conforto para os passageiros. Com o status de jato de corredor único mais eficiente do mercado, o E195-E2 é a aeronave ideal para o crescimento dos negócios regionais e para complementar as frotas atuais de baixo custo e linha principal”, disse John Slattery, Presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial.


A China é uma regiões prioritárias para os negócios da Embraer. Em 2018, o mercado de aviação civil do país continuou a crescer a uma taxa de dois dígitos, apresentando aumento de 10,9% em relação ao ano anterior. Além disso, o governo chinês também vem introduzindo uma série de políticas favoráveis ao desenvolvimento da aviação regional.

“Isso criará um grande potencial de mercado para aeronaves com até 150 assentos”, disse Guan Dongyuan, vice-presidente sênior da Embraer e presidente da Embraer China. “Estamos orgulhosos em acompanhar o crescimento dessa indústria, liderando o mercado regional com uma participação de quase 70%. Atualmente, oito companhias aéreas operam 105 aeronaves comerciais da Embraer na Grande China e na Mongólia, o que estabeleceu uma base sólida para a entrada dos jatos E2 no mercado.”

Essa é a segunda viagem de um E2 para a Ásia. Em novembro de 2018, o E190-E2 com a pintura “Shark” viajou por boa parte da China e completou sua turnê de demonstração passando por 11 cidades (incluindo Ulaanbaatar, na Mongólia) em 20 dias.

“Desta vez, traremos o atraente “TechLion” E195-E2 para oferecer aos nossos clientes uma visão, em primeira mão, de seus recursos tecnológicos avançados, sistemas habilitados para eletrônicos e layout de assentos escalonados exclusivo da Embraer na classe executiva”, disse Guo Qing,vice-presidente de vendas e marketing da Embraer Aviação Comercial para China.


O E195-E2 com a pintura “LionTech” foi um dos destaques da Embraer no Paris Airshow deste ano (Embraer)

O primeiro cliente chinês dos novos jatos E2 da Embraer deve ser a companhia aérea Fuzhou Airlines, que encomendou 20 modelos E190-E2 em 2017. As primeiras entregas eram previstas para o final de 2018, o que ainda não ocorreu. A fabricante ainda não confirma, mas é provável que as aeronaves cheguem ao país neste ano.

E195-E2 perto de estrear

Em abril, a Embraer recebeu o Certificado de Tipo para o E195-E2 por parte de três órgãos regulatórios mundiais – a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) e a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA). O avião entrará em operação no segundo semestre, com a Azul. A companhia aérea espanhola Binter Canarias também receberá seu primeiro E195-E2 ainda neste ano.

O E195-E2 é o segundo modelo da nova família E2 a ser concluído. Em abril do ano passado, a companhia Widerøe, da Noruega, iniciou as operações com o E190-E2. A nova série de aeronaves da Embraer ainda inclui o E175-E2, previsto para estrear em meados de 2021.

Segundo o balanço mais recente da Embraer, divulgado no primeiro trimestre deste ano, a fabricante tem 158 pedidos (e mais 93 opções de compra) pelo modelos E190-E2 e E195-E2. Essa lista ainda não contempla os acordos mais recentes anunciado no Paris Airshow, que incluem compromissos das companhias KLM, Fuji Dream Airlines e encomendas adicionais da Binter.

Veja mais: Embraer apresenta novo “avião-radar” baseado no Praetor 600