O primeiro Embraer Tucano foi entregue à FAB no dia 29 de setembro de 1983 (FAB)

O primeiro Embraer Tucano foi entregue à FAB no dia 29 de setembro de 1983 (FAB)

Prestes a completar 35 anos de serviço com a Força Aérea Brasileira (FAB), o turbo-hélice militar Embraer Tucano terá sua história contada no documentário “Tucano35”. A produção estreia no próximo sábado (29), às 9 horas da manhã. “Esse é o mesmo dia em que o primeiro Tucano foi entregue à FAB, em 1983, na Academia da Força Aérea (AFA)”, contou João Paulo Moralez, jornalista da Hunter Press, que produziu o filme em conjunto com a produtora Street Films.

Em entrevista ao Airway, Moralez disse que o documentário é uma chance de resgatar a cultura aeronáutica nacional ao mostrar a importância do Tucano (EMB-312) no Brasil e pelo mundo. “Foram quatro anos e meio de muita pesquisa. A ideia surgiu quando eu escrevia um livro sobre o Tucano, publicado neste ano. E este também é um ano importante para o avião, que completa 35 anos”, contou o produtor.



O documentário tem duração de aproximadamente 100 minutos e faz um panorama do cenário nacional, principalmente sobre a década de 1970, e os acontecimentos que levaram ao desenvolvimento do EMB-312 Tucano. Segundo Moralez, a produção exigiu 130 horas de gravação em solo, com drones e a bordo de helicópteros e quatro Tucanos da AFA.

Entre os depoimentos está o do engenheiro Ozires Silva, um dos fundadores da Embraer e uma das personalidades mais importantes na história da indústria aeronáutica brasileira.

Uma pré-estreia do Tucano35 para 1.400 pessoas será realizada nesta quinta-feira (27) na Academia da Força Aérea, em Pirassununga (SP). O filme também poderá ser conferido pelo site oficial sobre o documentário.

Veja mais: Embraer vende antigo caça Hunter que era usado como “avião paquera”