O E195-E2 e o KC-390 são alguns dos principais destaques do Paris Air Shoe deste ano (Embraer)

O E195-E2 e o KC-390 foram alguns dos principais destaques do Paris Air Show em 2017 (Embraer)

A Embraer entregou um total de 210 jatos em 2017, sendo 101 aeronaves comerciais e 109 modelos executivos. Segundo comunicado divulgado pela fabricante nesta terça-feira (16), o volume de entregas ficou dentro da estimativa estabelecida para o ano que era de 97 a 102 jatos comerciais, de 70 a 80 jatos executivos leves e de 35 a 45 jatos executivos grandes.

No último trimestre de 2017 a fabricante entregou 23 aeronaves comerciais e outras 50 executivas (32 modelos leves e 18 grandes). A Embraer ainda afirmou que em 31 de dezembro, a carteira de pedidos firmes a entregar totalizava 435 jatos avaliados em US$ 18,3 bilhões.

O resultado de entregas da empresa no ano passado ficou 7,14% abaixo do registrado em 2016, quando a fabricante brasileira entregou 225 aeronaves (108 comerciais e 117 executivas). O volume alcançado em 2017 também ficou distante do recorde de entregas da Embraer, de 2010. Naquele ano, a companhia entregou 246 jatos, sendo 101 comerciais e 145 executivos.

O volume de entregas de aviões comerciais e executivos alcançado pela Embraer em 2017 foi o sexto maior de sua história. A fabricante teve resultados superiores, pela ordem, em 2010 (244 jatos), 2009 (237), 2016 (225) e 2015 (221).

Marcos da Embraer em 2017

A Embraer alcançou no ano passado a marca de 1.400 E-Jets entregues. O avião comemorativo, um modelo E175, foi recebido pela companhia American Airlines. A família de aeronaves regionais da fabricante brasileira está no mercado desde 2004 e atualmente é líder no segmento de jatos comerciais para até 130 passageiros. Em 2018, a grande novidade da empresa da aviação comercial será a estreia do E190-E2 de nova geração: a primeira entrega está programada para abril.

A fabricante brasileira também completou em 2017 o primeiro voo com o novo E195-E2, o maior avião comercial já desenvolvido no Brasil. O jato com 41,5 metros de comprimento e capacidade para até 146 passageiros entrará em serviço em 2019, com a companhia Azul.

E195-E2 é o maior avião comercial já desenvolvido no Brasil, com capacidade para 146 passageiros (Embraer)

Já a Embraer Aviação Executiva apresentou em 2017, durante a feira NBAA-BACE, em Las Vegas, o Phenom 300E. A nova versão do jato executivo traz novidades de interior e sistemas de entretenimento de nova geração. A fabricante também lançou atualizações para os jatos Legacy 450 e Legacy 500, que incluem a preparação para o Sistema de Navegação Aérea Futura (do inglês FANS—Future Air Navigation System) e novas opções de recursos em conectividade e assentos renovados.

O ano passado foi um dos mais importantes na história da Embraer Defesa & Segurança, que avançou uma série de etapas no desenvolvimento do cargueiro militar KC-390. A aeronave alcançou no final do ano passado a “Capacidade Inicial de Operação” (do inglês IOC, Initial Operational Capability), certificação que assegura ao cliente, no caso a Força Aérea Brasileira (FAB), as condições para o início das operações com o avião.

O KC-390 é projetado para transportar até 26 toneladas de carga, capacidade superior a do Hercules (FAB)

O KC-390 é projetado para transportar até 26 toneladas de carga, capacidade superior a do Hercules (FAB)

A divisão de material militar da Embraer também assinou contratos para a venda 18 aviões de ataque leve A-29 Super Tucano, sendo seis para a Força Aérea dos Estados Unidos (que serão utilizados no programa de ajudar militar ao Afeganistão), seis para Filipinas e outra meia dúzia para um cliente não revelado.

Veja mais: Airbus bate recorde de entregas em 2017, mas ainda não alcança Boeing