Como parte do acordo, a Delta vai adquirir quatro jatos A350 da LATAM e assumir o compromisso do grupo chileno para comprar outras 10 aeronaves do mesmo modelo (Airbus)

A companhia Delta Air Lines, dos Estados Unidos, anunciou nesta quinta-feira (26) um acordo para adquirir uma fatia de 20% do grupo LATAM Airlines por US$ 1,9 bilhão, criando uma nova grande parceria aérea que vai atender um total de 435 destinos no mundo todo. A negociação ainda depende de aprovações governamentais e regulamentares, processo que pode levar de um a dois anos para ser concluído.

Como parte do acordo, a empresa norte-americana vai investir US$ 350 milhões para apoiar o estabelecimento da parceria estratégica. A Delta também vai adquirir quatro jatos A350 da LATAM e assumir o compromisso da empresa chilena de comprar 10 aeronaves adicionais do mesmo modelo que serão entregues entre 2020 e 2025.


Para a LATAM, a transação melhorará a geração de fluxo de caixa livre, reduzirá a dívida prevista em mais de US$ 2 bilhões até 2025 e melhorará a estrutura de capital do grupo sul-americano, otimizando sua capacidade de executar sua estratégia de longo prazo, garante a Delta.

Em conjunto, as duas companhias ocuparão a posição de liderança em cinco dos seis principais mercados latino-americanos a partir dos EUA. A LATAM é atualmente a maior companhia aérea da América do Sul, com divisões na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai e Peru.

“Essa parceria transformadora com a LATAM reunirá nossas principais marcas globais, permitindo-nos oferecer o melhor serviço e confiabilidade para viajantes de, de e para as Américas”, disse Ed Bastian, CEO da Delta. “Nosso pessoal, clientes, proprietários e comunidades serão beneficiados por essa plataforma emocionante para crescimento futuro.”

O Boeing 767 estreou no mercado em 1982 (Altair78)

A Delta Air Lines é a segunda maior companhia aérea dos EUA, atrás da American Airlines (Altair78)

“Essa aliança com a Delta fortalece nossa empresa e aprimora nossa liderança na América Latina, fornecendo a melhor conectividade por meio de nossas redes de rotas altamente complementares”, disse Enrique Cueto Plaza, CEO da LATAM. “Estamos ansiosos para trabalhar ao lado de uma das melhores companhias aéreas do mundo para aprimorar a experiência de viagem de nossos passageiros”.

O acordo anunciado de surpresa será financiado pela Delta com dívidas recém-emitidas e caixa disponível. Este será o maior investimento da empresa norte-americana desde a sua fusão com a Northwest Airlines, em 2010, e também abala a parceria de longa data da LATAM com a American Airlines, que futuramente deve ser desfeita.

Segunda maior companhia aérea dos EUA, atrás da American Airlines, a Delta também possui participações na Aeromexico, Air France-KLM, China Eastern, Virgin Atlantic, Korean Air Lines e Gol. A empresa também negocia a compra de 10% da Alitalia.

Veja mais: Delta Air Lines insinua que pode comprar até 200 jatos Boeing 797