VU-35A é a designação da FAB para o consagrado jato executivo LearJet 35 (FAB)

VU-35A é a designação da FAB para o consagrado jato executivo LearJet 35 (FAB)

O decreto que determina que a Força Aérea Brasileira (FAB) mantenha uma aeronave permanentemente disponível para o transporte de órgãos, tecidos e partes do corpo humano para fins de transplante foi publicado nessa terça-feira (7) do Diário Oficial da União.

Segundo o documento, a aeronave da FAB também deve estar disponível para transportar pessoas que precisem de transplante até o local da retirada dos órgãos, de acordo com indicação das equipes especializadas.


A medida foi anunciada na segunda-feira (6) pelo presidente interino Michel Temer após matéria publicada pelo jornal O Globo, afirmando que entre 2013 e 2015 a FAB deixou de fornecer aviões para o transporte de um total de 153 órgãos, que se perderam por conta das negativas de transporte. Segundo o jornal, nos mesmos dias em que ocorreram recusas de transporte de órgãos, a Aeronáutica atendeu a requisições de voos para ministros e membros da Câmara e do Senado.

Em pronunciamento na segunda-feira (6), Temer disse que as informações de que não havia uma aeronave para esse fim causa “tristeza cívica”, e o número de órgãos que deixaram de ser transportados é “preocupante”. “Não haverá mais, a partir de agora, esta deficiência”, completou o presidente interino.

Missões de Misericórdia

O transporte de órgãos e tecidos, além do translado aéreo de enfermos com equipe médica especializada, faz parte de um serviço da FAB conhecido como “Missões de Misericórdia”. Pode ser solicitado por qualquer pessoa, mediante preenchimento de formulário do SALVAERO com antecedência.


Em contato com o Airway, o porta-voz da FAB afirmou que com a diminuição das horas de voos das aeronaves e tripulações, devido aos recentes cortes no orçamento, essas operações foram reduzidas.

Apesar do decreto oficial, a FAB ainda definiu como serão as operações, nem as aeronaves e bases, exclusivas para o transporte de órgãos e enfermos.

Fonte: Agência Brasil