O MA700 já conta com 185 encomendas de 11 clientes; avião poderá transportar até 86 passageiros (Divulgação)

O MA700 já conta com 185 encomendas de 11 clientes; avião poderá transportar até 86 passageiros (Divulgação)

A China iniciou no final de dezembro de 2017 a produção de mais um novo avião comercial, desta o modelo turbo-hélice MA700. A aeronave é projetada pela Xi’an Aircraft Industrial Corporation, empresa que faz parte do grupo AVIC, controlado pelo governo chinês. O desenvolvimento do aparelho faz parte da estratégia de Pequim para impulsionar a aviação regional no país.

Segundo reportagem da agência Xinhua, a produção foi iniciada com partes estruturais da aeronave e componentes da porta de carga, que serão fornecidos por empresas chinesas subordinadas a AVIC. A publicação ainda apontou que o primeiro voo do MA700 está programado para novembro de 2019, enquanto sua certificação operacional e chegada ao mercado são esperados para 2021.


Na definição no fabricante, o MA-700 é um turbo-hélice comercial de alta velocidade e médio alcance. Dados preliminares da AVIC apontam que aeronave poderá alcançar a máxima de 640 km/h (com velocidade de cruzeiro estimada entre 550 km/h e 580 km/h) e percorrer até 1.500 km com peso máximo de 27.600 kg (ou 2.700 km, em voos de deslocamento sem cargas ou passageiros a bordo). Já a cabine é projetada para acomodar entre 78 e 85 passageiros.

Essa capacidade e desempenho aproximam o futuro avião chinês do ATR 72, hoje o turbo-hélice comercial mais vendido no mundo – no Brasil, aviões da ATR voam com a Azul e a MAP Linhas Aéreas, de Manaus (AM). A aeronave da AVIC, porém, é ligeiramente superior em porte e performance comparada ao tradicional modelo da fabricante ítalo-francesa controlada pela Airbus.

Segundo a AVIC, o MA700 poderá voar a velocidade máxima de 640 km/h (Divulgação)

Segundo a AVIC, o MA700 poderá voar a velocidade máxima de 640 km/h (Divulgação)

O programa de desenvolvimento do MA700 foi anunciado pela AVIC em 2007. Desde então, mesmo sem ainda ter o produto construído, a fabricante chinesa já recebeu 185 pedidos de 11 clientes pelo novo turbo-hélice. Além de pedidos de companhias aéreas e grupos de leasing de aeronaves da China, o avião também foi encomendado por empresas da África do Sul, Barein, Cambodja, Nepal e Paquistão.

O MA700 é um dos quatro aviões comerciais em desenvolvimento atualmente na China e o único nesse segmento impulsionado por motores turbo-hélice. Outros projetos em andamento no país são comandados pela COMAC, outra fabricante estatal chinesa, com os jatos C919 e CR929 (projetado em parceria com a UAC, da Rússia) e o ARJ21, o primeiro avião comercial chinês a ser certificado.

O MA700 supera o ATR 72 em quesitos como capacidade de passageiros e velocidade máxima (Divulgação)

O MA700 supera o ATR 72 em quesitos como capacidade de passageiros e velocidade máxima (Divulgação)

A indústria aeronáutica chinesa já possui certa experiência na fabricação de aviões com motores turbo-hélice. A própria AVIC tem em seu catálogo os modelos MA60 e MA600, lançados na década passada.

Veja mais: Aviões “Made in China”