(SAAB)

O míssil testado pelo Gripen NG foi o IRIS-T, que será uma das armas do caça no Brasil (SAAB)

O novo caça Saab Gripen NG, que será operado pela Força Aérea Brasileira (FAB) a partir de 2021, passou pelos primeiros testes para verificar a capacidade de liberar e lançar cargas externas. Segundo o fabricante, os ensaios foram realizados durante o mês de outubro no campo de provas de Vidsel, no norte da Suécia.

Os testes, conduzidos pela primeira aeronave de teste Gripen E (como o Gripen NG é chamado na Suécia), compreenderam o alijamento de um tanque de combustível externo e o disparo de um míssil ar-ar IRIS-T, uma das armas encomendadas pela FAB para equipar o caça no Brasil.



“Para o piloto, voar com o tanque ejetável e mísseis é importante para avaliar como a aeronave se comporta com essas cargas anexadas. Este teste também foi utilizado para analisar o efeito que o caça sofre ao liberar e lançar essas cargas. O ponto alto, é claro, foi apertar o gatilho e ver o míssil ser disparado. Isso também nos deixa mais próximos da preparação da aeronave para seu uso operacional”, diz Marcus Wandt, piloto de teste da Saab.

“Estou satisfeito em ver que o comportamento e desempenho da aeronave estão de acordo com as nossas expectativas, comprovando seu design inteligente e a engenharia de alta qualidade da Saab. O programa segue de acordo com o planejado e estamos fazendo um bom progresso para a entrega aos nossos clientes suecos e brasileiros ”, diz Jonas Hjelm, vice-presidente sênior e chefe da área de negócios Saab Aeronautics.

(SAAB)

Para aumentar o alcance, caças normalmente carregam tanques de combustível externos (SAAB)

Esses testes são os passos mais recentes do programa de ensaios em voo do novo Gripen, os quais foram antecedidos pelos testes de carregamento, realizados em julho. Estes passos fazem parte do trabalho de integração de armamentos.

Veja mais: Embraer KC-390 recebe certificação da ANAC