O F-5 biposto normalmente é utilizado para treinamento de novos pilotos (FAB)

O F-5 biposto normalmente é utilizado para treinamento de novos pilotos (FAB)

Um caça F-5F da Força Aérea Brasileira (FAB) caiu no início da manhã desta quinta-feira (24) na região de Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro (RJ). O acidente ocorreu as 7h40, durante um voo de instrução. De acordo com a FAB, os dois tripulantes a bordo da aeronave conseguiram se ejetar da cabine e foram resgatados.

Segundo informações preliminares já divulgadas pela FAB, o caça sofreu uma pane após a decolar da Base Aérea de Santa Cruz (BASC) e caiu logo em seguida. O acidente aconteceu em uma região desabitada, próximo a Rodovia Rio Santos.



O F-5F é a versão do caça F-5 Tiger com cabine para dois pilotos. A aeronave mantém algumas das características de combate do modelo monoposto, mas sua principal função são voos de instrução.

A FAB já havia perdido um F-5 biposto em 6 de julho de 2016, também acidentado na região de Santa Cruz. Os pilotos também conseguiram se ejetar. O modelo era um F-5FM, a versão para dois pilotos e equipado com o pacote de modernizações desenvolvidas pela Embraer e a Elbit Systems, de Israel.

Equipes de investigação da FAB estão no local para apurar os fatores contribuintes da ocorrência.