Boeing 787-9 da British Airways: depois do Rio é a vez de São Paulo (Mark Harkin)

Na esteira da expansão de frequências de várias companhias aéreas no Brasil, agora a British Airways decidiu ampliar os voos entre Londres e São Paulo. Ao voo diário que hoje é realizado pelo Boeing 777-300 a companhia britânica acrescentará duas novas frequências semanais a partir de 2 de novembro.

A novidade é que o voo será operado pelo novo Boeing 787-9 com capacidade para 216 assentos em quatro classes. O voo BA 240 decolará de Guarulhos (SP) às 16h20 das segundas e sexta-feiras – o pouso em Heathrow ocorre às 6h15 do dia seguinte. O retorno parte de Londres às 19h05 aos domingos e quintas com chegada na capital paulista às 5h15 do dia seguinte. Hoje o voo diário BA 246 decola de São Paulo mais cedo, às 15h40 com pouso em Londres às 7h05. A volta sai da capital britânica às 10h25 e chega à São Paulo às 6h20.



Com os dois novos voos, o acréscimo de oferta na rota será de 21%, passando de 2.093 para 2.525 assentos por semana em cada direção. É um número considerável, porém, ainda inferior ao que seria possível se a British Airways decidisse colocar o Airbus A380 no lugar do 777-300. Nesse caso, com sete voos semanais seria possível oferecer nada menos que 3.283 lugares em cada direção. Apesar disso, imagina-se que a BA possa ampliar o número de saídas semanais num futuro próximo, caso a demanda realmente cresça como esperado.

Estreia no Galeão

A vinda do Boeing 787-9 da British para São Paulo reforça o domínio crescente do “Dreamliner” no Brasil. A aeronave mais moderna da Boeing tem assumido várias frequências onde a capacidade não justifica o uso do 777. Com uma construção que usa em sua maioria materiais compostos e uma aerodinâmica aprimorada, o 787 tem oferecido um voo mais agradável e silencioso para os passageiros. Além disso, é mais econômico que aviões mais antigos o que permite que voe para destinos de longa duração.

A aeronave da BA, no entanto, estreou no país no voo para o Rio de Janeiro desde outubro do ano passado. Na mesma época, a companhia havia substituído o 777-200ER pelo 777-300 no voo de São Paulo, já notando a retomada da demanda.

Veja também: Dona da British Airways vira sócia da Norwegian Air

O Boeing 777-300ER continua no voo diário entre São Paulo e Londres (Kentaro Iemoto)