(Divulgação)

A aeronave vai voar com as cores da BOAC até sua aposentadoria, em 2023 (Divulgação)

Uma multidão se reuniu nesta segunda-feira no aeroporto de Heathrow, em Londres, para assistir a chegada do Boeing 747 da British Airways com a pintura retrô icônica da British Overseas Airways Corporation (BOAC), um dos nomes que a maior companhia aérea do Reino Unido já teve. A customização do jato faz parte da celebração dos 100 anos da empresa.

A pintura especial começou a ser preparada no aeroporto de Dublin, na Irlanda, no dia 5 de fevereiro e imita o mesmo tema utilizado nos antigos 747 da BOAC, entre 1964 e 1974. Segundo a companhia, a customização será mantida na aeronave até sua retirada de serviço, programada para 2023.


“O enorme interesse que tivemos neste projeto demonstra o apego que muitas pessoas têm à história da British Airways. É algo de que nos orgulhamos muito, por isso, no nosso ano centenário, é um prazer comemorar o nosso passado enquanto olhamos para o futuro. Estamos ansiosos por muitos momentos mais emocionantes como este, à medida que nossas outras aeronaves com projetos de patrimônio entrarão em serviço”, disse Alex Cruz, CEO da British Airways.

O primeiro voo comercial do 747 com a pintura da BOAC será realizado amanhã, terça-feira, 19 de fevereiro, no trecho entre Heathrow e o aeroporto JFK, em Nova York, operando com o código BA117. Esta viagem é particularmente significativa, já que foi a primeira rota em que o Jumbo operou nas antigas cores da companhia britânica.

Além do 747 (modelo -400) com as cores da BOAC, a British Airway também vai customizar outras três aeronaves com temas especiais em celebração ao seu centenário.

(British Airways)

O tema usado no 747-400 atual foi utilizado pela BOAC entre 1964 e 1974 (British Airways)

Muitos nomes, muitos donos

A empresa hoje conhecida como British Airways nasceu com o nome Aircraft Transport and Travel Limited (AT & T). E esse foi apenas um dos nomes da companhia. A AT & T foi criada pelo industrial britânico George Holt Thomas em outubro de 1916, mas as operações da companhia passaram a ser regulares somente em 25 de agosto de 1919, com a frequência diária entre Londres e Paris, então o primeiro voo internacional do mundo. Essa é a data que a companhia britânica considera de fato o início de suas atividades.

(Domínio Público)

A British Airways nasceu como Aircraft Transport and Travel Limited; a empresa lançou o primeiro voo internacional da história, em 1919, entre Londres e Paris (Domínio Público)

Em 1924, as quatro principais companhias aéreas da Grã-Bretanha, a Instone, Handley Plage, British Air Marine Navigation Company e a Daimler Airways (sucessora da AT & T), fundiram-se e formaram o grupo Imperial Airways Limited.

Enquanto a Imperial Airways prestava serviços pela Europa, novas empresas menores de transporte aéreo começaram a surgir do Reino Unido e, em 1935, também se fundiram e formaram um novo grupo, o British Airways, que se tornou o principal concorrente da Imperial Airways.

Após uma análise do governo britânico, a Imperial Airways e a British Airways foram nacionalizadas em 1939 e assim foi formada a British Overseas Airways Corporation (BOAC). Voos europeus e domésticos continentais passaram a ser realizados por uma nova companhia aérea, a British European Airways (BEA), a partir de 1946.

(British Airways)

A BOAC foi a primeira companhia aérea a voar com jatos (British Airways)

De 1946 a 1960, a BOAC e a BEA foram as principais operadoras britânicas de serviços regulares de passageiros e carga. A empresa britânica também foi a primeira do mundo a lançar um voos comerciais com um avião a jato, o De Havilland Comet, que reduzia pela metade o tempo de voo. A companhia estreou com o Comet em 1952, voando para Joanesburgo.

Durante as décadas de 1950 e 1960, a BEA adquiriu mais companhias aéreas que surgiam no Reino Unido e, em 1967, o parlamento britânico recomendou a criação de uma holding responsável pela BOAC e pela BEA, com a criação de uma segunda companhia de força, resultando no nascimento da British Caledonian, em 1970.

(Torsten Maiwald/GDFL)

A British Caledonian operou com esse nome entre 1970 e 1988 (Torsten Maiwald/GDFL)

Dois anos depois, os negócios da BOAC e da BEA foram combinados sob o recém-formado British Airways Board, com as companhias aéreas separadas se unindo como British Airways em 1974.

Em julho de 1979, o governo anunciou sua intenção de vender ações da companhia e, em fevereiro de 1987, a British Airways foi privatizada.

A British Airways foi um dos operadores do supersônico Concorde; o outro foi a Air France (British Airways)

A British Airways foi um dos operadores do supersônico Concorde; o outro foi a Air France (British Airways)

Veja mais: A história do Boeing “xing-ling”