Avião da LATAM em Copenhague: apenas carga (LATAM Cargo)

Copenhague, a bela capital da Dinamarca, foi por um bom tempo um destino internacional atendido pela Varig e pela SAS (Scandinavian Airlines System), mas desde 2006 não há um voo entre o Brasil e a cidade escandinava. Esse hiato acaba de ser preenchido pela LATAM com seu novo voo…cargueiro.

A LATAM Cargo anunciou na semana passada que passará a operar um novo voo semanal saindo de Copenhague com destino à Viracopos. Após o pouso em Campinas, a rota circular seguirá para Montevidéu, Santiago do Chile, Quito, Miami, Bruxelas e Copenhague novamente.


Segundo a companhia, a nova rota, que será operada com um Boeing 767-300F com capacidade para até 25 toneladas de carga, reduzirá o tempo de entrega em até 48 horas. Os principais beneficiários pela nova ligação são as indústrias farmacêutica, automobilística, petroleira e de celulose, entre outros.

O braço de carga da LATAM tem ampliado sua atuação internacional nos últimos meses. Uma das novidades recentes da empresa foi um voo entre Chicago e Campinas também operado pelo 767F.

Improvável voo de passageiros

Se o setor industrial pode comemorar o novo destino, os passageiros que planejam voar para Copenhague vão continuar contando apenas com conexões para chegar até a cidade. A chance de a rota ser restabelecida atualmente é mínima. A principal razão envolve a demanda, que é insuficiente para garantir uma frequência mínima semanal. Distante mais de 10.000 km de São Paulo ou Rio de Janeiro, a capital da Dinamarca seria uma das mais longas rotas europeias, o que reduz suas possibilidades como hub na região – poucos destinos seriam vantajosos a partir dela.

Hoje a rota mais longa a partir de Copenhague é Cingapura, operada pela companhia aérea do país, a Singapore Airlines. A SAS, por sua vez, voa para poucos destinos fora do continente europeu e o Brasil seria uma enorme exceção nesse sentido.

A situação era bem diferente no passado, no entanto. A SAS voou para o Brasil desde sua fundação, em 1946, uma rota só suspensa em 1991 quando eram usados seus Boeing 767. A Varig também voou para a capital dinamarquesa a partir de 1968, destino que foi mantido até pouco tempo antes de seu colapso, em 2006. Os voos da companhia aérea brasileira, no entanto, faziam escala em outras cidades como Londres.

Boeing 767 da SAS: voos para o Brasil suspensos em 2001 (Aero Icarus)

Veja também: Essas companhias aéreas operaram no Brasil