O 777 ecoDemonstrator vai realizar testes de voo abastecido com biocombustível (Boeing)

A Boeing vai iniciar mais uma rodada de testes como parte do programa ecoDemonstrator para avaliar novos recursos que podem melhorar a experiência de viagem dos passageiros e tornar os voos mais eficientes. Os estudos da vez serão realizados com um jato 777-200, que servirá como banco de provas para 50 projetos.

“Esta é a mais recente adição ao nosso programa ecoDemonstrator, onde observamos como a tripulação e os passageiros podem ter uma experiência melhor e como as tecnologias podem tornar o voo mais seguro, mais eficiente e mais agradável”, disse Mike Sinnett, vice-presidente de estratégia de produto e futuro desenvolvimento de aviões da Boeing Commercial Airplanes. “O uso do banco de provas voador baseado no 777 nos permite aprender mais rápido e avançar em melhorias muito mais rapidamente e com maior fidelidade.”


Entre as tecnologias que serão testadas no programa ecoDemonstrator deste ano estão:

– Compartilhamento de informações digitais entre o controle de tráfego aéreo, o cockpit e o centro de operações de uma companhia aérea para otimizar a eficiência e a segurança do roteamento.

– Um aplicativo que utiliza comunicações de última geração para fornecer automaticamente informações de redirecionamento aos pilotos quando as condições climáticas o permitirem.

– Tecnologias de cabine conectadas que tornam as cozinhas e lavatórios inteligentes e monitoram as condições da cabine, como temperatura e umidade, para facilitar os ajustes automáticos.

– Câmeras para fornecer aos passageiros uma visão de fora do avião.

O programa ecoDemonstrator da empresa norte-americana foi iniciado em 2012. Desde então, foram usados como banco de provas voadores cinco aviões: os modelos 737-800, 787-8 Dreamliner, 757, 777F e um Embraer E170 (em parceira com a Embraer). Essas aeronaves testaram um total de 112 tecnologias até 2018, das quais mais de um terço migraram para implementação na Boeing ou por parceiros do projeto.

O "ecoDemonstrator" é um Embraer E170 para estudo de novas tecnologias (Thiago Vinholes)

A Embraer participou do programa ecoDemonstrator da Boeing com um E170 modificado (Thiago Vinholes)

Algumas das novas tecnologias avaliadas no programa foram os aplicativos de iPad que fornecem informações em tempo real aos pilotos, permitindo que eles reduzam o uso de combustível e as emissões; informações de voo personalizadas para reduzir o nível de ruído das aeronaves; e um sistema de câmeras no 777X que ajudará os pilotos a evitar obstáculos no solo.

Os testes com o novo ecoDemonstrator começam neste mês. Os voos incluirão uma viagem ao Aeroporto de Frankfurt, na Alemanha, onde as tecnologias a bordo da aeronave serão apresentadas a autoridades governamentais, representantes da indústria e estudantes. De acordo com a Boeing, a maioria dos ensaios de voo serão realizados com o jato abastecido com biocombustível de aviação para reduzir as emissões de dióxido de carbono e demonstrar a viabilidade do combustível sustentável.

Veja mais: Autoridade de aviação dos EUA encontra novo problema no 737 MAX