(Boeing)

O voo inaugural do 777-9 está programada para este ano (Boeing)

O avião comercial de grande porte mais esperado dos últimos anos, o novo Boeing 777-9 será apresentado no próximo dia 13 de março da sede da fabricante norte-americana, em Everret, nos Estados Unidos. A informação foi confirmada pela companhia pelo Twitter, onde ainda acrescentou que a primeira aeronave de teste está atualmente recebendo os toques finais no hangar de pintura.

A apresentação da aeronave, o tradicional rollout (quando a aeronave “rola” para fora do hangar de montagem pela primeira vez), será transmitido ao vivo nas redes sociais da Boeing.


A nova geração do 777, chamado pela Boeing de 777X, será o maior avião bimotor de todos os tempos, com espaço para transportar até 365 a 425 passageiros, as capacidade máximas projetadas para o 777-8 e 777-9, respectivamente. Não só isso, o novo jato de longo será equipado com o maior motor aeronáutico já desenvolvido pela indústria, o General Eletric GE9X, e capaz de gerar 105.000 libras de empuxo – o diâmetro do novo turbofan é quase igual ao da fuselagem de um 737.

Outro destaque da aeronave será suas asas com pontas dobráveis, projetadas para facilitar sua movimentação em aeroportos sem que os mesmos precisem de reformas de adaptação.

De acordo com a Boeing, o 777-9 tem um consumo de combustível 12% menor que o de “aviões concorrentes”. O principal rival do novo 777X é o Airbus A350.

A Boeing já soma 358 pedidos de oito clientes pela nova geração do 777. O primeiro operador do 777-9 será a companhia alemã Lufthansa, que encomendou 20 unidades do 777-9. Outras empresas que também vão voar com o 777X são a Qatar Airways, Emirates Airline, ANA e a British Airways, que recentemente confirmou uma ordem para até 42 aeronaves.


A Lufthansa será o cliente de lançamendo do novo 777X, em 2020 (Divulgação)

A Lufthansa será o cliente de lançamendo do novo 777X, em 2020 (Divulgação)

O voo inaugural do 777-9 está programado para este ano e a primeira entrega para a Lufthansa é prevista para 2020.

Veja mais: Novos Airbus A320neo e Boeing 737 MAX ganham espaço no Brasil