A Boeing planeja entregar 100 jatos 737 MAX a empresas da China até o final de 2018 (Boeing)

A Boeing planeja entregar 100 jatos 737 MAX a empresas da China até o final de 2018 (Boeing)

A companhia aérea Air China recebeu no início deste mês seu primeiro jato Boeing 737 MAX 8 de um pedido por oito unidades. A empresa, uma das mais importantes do mercado chinês, foi a primeira do país a receber a nova aeronave, que também foi encomendada por outros cinco clientes no país (entre companhias aéreas e empresas de leasing de aeronaves).

Segundo a Boeing, até o final de 2018 cerca de 100 jatos 737 MAX serão entregues na China. O maior comprador da aeronave no país até o momento é a China Southern Airlines, maior empresa aérea do país, que encomendou 50 exemplares do novo avião comercial.



“A Air China tem sido um cliente de longa data por décadas”, disse Rick Anderson, vice-presidente de vendas da Boeing na Ásia. “Está entrega é um marco significativo em nossa duradoura parceira. Estamos confiantes de que o 737 MAX 8 desempenhará um papel fundamental no crescimento contínuo da Air China”, completou o executivo.

A Air China opera com aviões comerciais da Boeing desde os anos 1970. A frota atual da empresa é composta por sete jatos 747-8, 26 modelos 777-300ER, 11 unidades do 787-9 e mais de 140 exemplares do 737 da série “Next-Generation”.

Quando o 737 MAX chega ao Brasil?

A Gol já confirmou que deve receber seus primeiros jatos 737 MAX a partir do segundo semestre de 2018. Entre pedidos firmes e opções de compra, a encomenda destinada à empresa brasileira é de 69 aeronaves. E a companhia tem planos ambiciosos para o novo jato, como retomar os voos para destinos nos EUA, mas desta vez sem precisar realizar paradas de reabastecimento. Um dos principais trunfos do novo jato é seu consumo de combustível reduzido em cerca de 20%, o que permite realizar voos mais longos.

Atualmente, a Gol opera com jatos Boeing 737 nas versões -700 e -800 da série Next-Generation, geração anterior ao atual 737 MAX.

A Boeing já recebeu mais de 3.900 pedidos pelo novo 737 MAX de 64 clientes diferentes. O novo jato comercial, que estreou em maio deste ano com a desconhecida Malindo Air, da Malásia, já está em operação com sete companhias diferentes pelo mundo. A fabricante já entregou cerca de 50 unidades da aeronave em seis meses.

Veja mais: Airbus A350-1000 está perto de estrear na aviação comercial