Boeing e Embraer: gigante aeroespacial a caminho? (Montagem sobre divulgação)

A Embraer e a Boeing lançaram em conjunto na última sexta-feira (14) um website especial explicando detalhes sobre o plano das duas companhias de criar uma nova empresa (joint venture). A página, batizada de “Voando Juntas”, as empresas apresentam informações sobre as operações que possuem em seus países de origem, dados comerciais e notícias sobre a negociação.

As duas fabricantes anunciaram o plano de parceria em dezembro de 2017. Já em julho deste ano, as empresas apresentaram uma proposta mais completa, com intuito de criar uma terceira empresa de aviação comercial com 80% de controle da Boeing e os 20% restante da Embraer.



Como citado na página, Boeing e Embraer afirmam que o acordo proposto “cria a mais importante parceria aeroespacial do mundo”. Combinando somente os produtos de aviação comercial das duas empresas chega-se a um total de 20 aeronaves diferentes (do pequeno Embraer E170 ao gigante Boeing 747) que atendem os segmentos com capacidades de 70 a mais de 500 passageiros.

O site ainda aponta os benefícios que a parceria entre Boeing e Embraer podem resultar, como aumentos de investimentos em pesquisas e a chance de atuar no mercado de maneira mais efetiva.

Juntas, Boeing e Embraer contam com 20 modelos de aviões comerciais (Divulgação)

Juntas, Boeing e Embraer contam com 20 modelos de aviões comerciais (Divulgação)

A criação da joint venture entre Boeing e Embraer ainda depende da aprovação do governo brasileiro, que detém ações especiais com poder de veto em decisões estratégicas, as chamadas “Golden Shares”. A decisão final, porém, deve ser aprovada somente após o início de mandato do próximo presidente eleito no Brasil.

Veja mais: Primeiro Boeing 777 é doado a museu nos EUA