O novo 737 MAX 7 está programado para entrar em operação em 2019 (Boeing)

O novo 737 MAX 7 está programado para entrar em operação em 2019 (Boeing)

A Boeing apresentou nesta segunda-feira (5) o primeiro protótipo do 737 MAX 7, o menor modelo da nova geração 737 MAX. A aeronave foi revelada na sede da fabricante em Renton, Washington, nos Estados Unidos. O novo modelo é o sucessor do 737-700 Next Generation e, segundo seus projetistas, conta com melhorias tecnologias que aumentam seu alcance de voo em 1.850 km com uma eficiência de 18% em consumo de combustível por assento.

Como explicou a fabricante, o primeiro 737 MAX 7 passará por verificações de sistemas, combustível e testes de motores. A Boeing ainda confirmou que vai construir mais um protótipo do modelo para avaliações e também anunciou que o voo inaugural do jato deve acontecer nas próximas semanas.


“Para os nossos clientes de linha aérea que atendem aeroportos em altitudes elevadas ou locais remotos, o MAX 7 é o complemento ideal para sua frota. Estamos ansiosos para demonstrar a incrível flexibilidade e alcance deste avião”, disse Keith Leverkuhn, vice-presidente e gerente geral de programa 737 MAX da Boeing.

O 737 MAX 7 é o terceiro modelo de nova geração apresentado pela Boeing em três anos. A série estrou na aviação comercial no ano passado, com o 737 MAX 8, e a fabricante também já iniciou os testes de voo com o 737 MAX 9. A família MAX ainda contará com a versão MAX 10, que será o maior 737 da história, com capacidade para até 230 passageiros.

Segundo dados da Boeing, o 737 MAX 7 é projetado para transportar entre 138 e 172 passageiros. Já seu alcance máximo é de 7.130 km, o suficiente para a aeronave realizar voos transatlânticos.

O 737 MAX 7 está programado para entrar em serviço em 2019, com a companhia aérea Southwest Airlines, dos EUA.

A nova família 737 MAX é o avião mais encomendado da história da Boeing, com mais de 4.300 pedidos de 92 clientes do mundo todo. Um desses operadores será a companhia Gol, que receberá sua primeiras unidades (do 737 MAX 8) a partir de junho deste ano. Antes disso, o novo jato americano deve aparecer em aeroportos do Brasil com as cores da Aerolineas Argentinas, que já recebeu suas primeiras unidades.

Veja mais: Airbus realiza voo inaugural do novo A321LR