O Boeing 747 “Supertanker”: capacidade de lançar mais de 70 mil litros de produtos contra incêndios (Global Supertanker)

Um dos assuntos mais comentados no mundo nesta semana, os incêndios florestais na região da Amazônia contarão a partir desde sexta-feira com um “bombeiro gigante”, o Boeing 747 “Supertanker”, maior aeronave comercial já adaptada para essa função. Operado pela empresa americana Global SuperTanker Services, o avião tem prestado serviços inestimáveis em missões nos Estados Unidos e também outras regiões do mundo graças à sua rápida mobilização.

Por conta dessa capacidade, a aeronave foi contratada nos últimos dias pelo governo boliviano, que tem sofrido com os imensos incêndios. Com o número “944” na cauda, o Supertanker se deslocou para o país vizinho e pousou em Santa Cruz de La Sierra nesta madrugada após o adiantamento de um pagamento de US$ 800 mil.


Capaz de transportar mais de 72 mil litros de água ou produto retardante (identificado pela cor vermelha), o Boeing 747-400 é mais um jato comercial antigo que tem sido convertido para o combate a incêndio nos últimos anos. Aeronaves como o DC-10 e o 747 em versões antigas também já foram usadas com esse intuito, mas o Jumbo da Global Supertankers não possui equivalente no mercado mundial atualmente.

O gigante de combate incêndio pousou em Santa Cruz de La Sierra nesta madrugada (Twitter)

Não será, no entanto, a primeira missão do jato na América do Sul. Em 2017, a imensa aeronave foi usada pelo Chile em incêndios semelhantes, além de ter assumido outras missões internacionais no México e Israel nos últimos anos.

Capacidade dobrada

Segundo a empresa dona do avião, o Supertanker possui o dobro da capacidade de outras aeronaves semelhantes graças a um sistema duplicado de descarga que pode ser recarregado em pouco mais de 30 minutos no solo. O 747 pode despejar o produto de várias formas e a uma velocidade de cerca de 240 km/h. Um lançamento é capaz de cobrir uma faixa com quase 50 metros de largura e perto de 5 km de comprimento.


A vantagem de utilizar uma aeronave comercial de longo alcance não está apenas no fato de oferecer mais espaço de transporte, mas também por permitir grandes deslocamentos. A Global Supertanker argumenta que pode chegar a qualquer ponto dos Estados Unidos em até 4,5 horas e se deslocar para o outro lado do globo terrestre em até 20 horas. E com a vantagem de entrar em ação prontamente, graças à estrutura para a tripulação que conta com 14 poltronas de primeira classe e dois beliches para descanso.

Os incêndios na região amazônica teriam se iniciado há cerca de duas semanas e apenas na Bolívia atingiam uma área de pelo menos 650 mil hectares (6.500 km², o equivalente a mais de quatro vezes o tamanho do município de São Paulo). A meta é que o Supertanker atue nas regiões de Charagua e Puerto Busch onde os incêndios estão sem controle.

Veja também: Americanos utilizarão avião russo em combate a incêndios florestais