Com uso de aeronaves cargueiras, a Azul Cargo Express espera um crescimento de 40% ainda neste ano (Azul)

Com uso de aeronaves cargueiras, a Azul Cargo Express espera um crescimento de 40% ainda neste ano (Azul)

Pousou nesta quinta-feira (12), em Belo Horizonte, o primeiro avião cargueiro da Azul, um Boeing 737-400. Segundo a empresa, a aeronave ainda precisa ser certificada pela ANAC antes de entrar em operação. O novo jato vai voar com as cores da Azul Cargo Express, divisão de carga do grupo.

A companhia ainda informou que um segundo avião de carga será incorporado à frota até o final de setembro. De acordo com a Azul, os 737 cargueiros foram escolhidos por conta do baixo custo operacional e pelo histórico de confiabilidade de aeronaves desse modelo para o transporte de carga.



Os aviões de carga adquiridos pela Azul fazm parte da segunda geração do Boeing 737, conhecidos como “Classic”. A série foi produzida entre 1984 e o ano 2000.

“Hoje é dia de comemorarmos a chegada do nosso primeiro cargueiro. Estamos muito felizes em poder acompanhar esse momento histórico para a empresa, que poderá contar com essas aeronaves de forma exclusiva para o transporte de cargas. Esses aviões vão nos proporcionar mais flexibilidade para definir a malha de acordo com as necessidades dos nossos Clientes e contribuirão para oferecermos novos serviços, como o fretamento”, afirma Flávio Costa, vice-presidente técnico operacional da Azul.

Os 737 cargueiros da Azul Cargo Express podem transportar até 20 toneladas de produtos, capacidade superior aos porões das demais aeronaves da companhia, que também precisam acomodar as bagagens de passageiros em voos comerciais. Com esse espaço extra, a divisão de carga da Azul espera um crescimento de 40% ainda neste ano, ampliando a oferta de transporte de cargas para regiões e rotas de maior volume.

Veja mais: Gol recebe primeiro jato 737 MAX de nova geração