Os jatos Airbus A330 da Azul foram atualizados recentemente (Thiago Vinholes)

Os jatos Airbus A330 da Azul foram atualizados recentemente (Thiago Vinholes)


Além de passageiros e suas bagagens, os jatos Airbus A330 da companhia Azul agora também transportam peças de aviões em suas viagens para os Estados Unidos. A Azul Cargo, unidade de cargas da empresa, iniciou um projeto piloto com a Embraer, a Receita Federal e o Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), para o envio de peças de aeronaves para os EUA, que é o maior comprador dos jatos executivos da fabricante brasileira.

A operação já foi iniciada na rota diária da Azul entre Viracopos e FortLauderdale (Miami). “Em aproximadamente 12 horas, o material recebido no aeroporto de Viracopos chega até o destino final”, afirma Sami Foguel, vice-presidente de Clientes da Azul. As peças da Embraer são transportadas nos porões de carga da aeronave e não comprometem a capacidade de bagagens comuns, que são alocadas em outros pontos.

Como explica a Azul, a parceria com a Receita Federal e o Aeroporto de Viracopos agiliza os trâmites de exportação e possibilida uma melhoria no fluxo de alfândega. As partes envolvidas no projeto ainda pretendem inovar nos processos e tempo de entrega das remessas, além de futuramente expandir esse tipo de operação para outras localidades.

O mercado dos EUA é atualmente o principal para a divisão de jatos executivos da Embraer e também um dos maiores compradores das aeronaves da família E-Jets. Por isso a importância em ter uma forma segura e regular para o envio de novos componentes para serviços de manutenção de rotina ou emergência.


Veja mais: Grupo chinês investe R$ 1,7 bilhão da Azul