O primeiro A330neo da Azul deve estrear no dia 10 de junho (Airbus)

O primeiro A330neo da Azul deve estrear no dia 10 de junho (Airbus)

Após inúmeros adiamentos, a Airbus enfim entregou o primeiro A300-900neo para a Azul Linhas Aéreas nesta quinta-feira (9) em Toulouse, sede da fabricante. A aeronave, de propriedade da empresa Avolon, é uma das cinco alugadas pela companhia aérea para compor sua frota de longo alcance.

A Azul espera desde o final de 2018 pela entrega do aparelho, mas seguidos atrasos em sua homologação postergaram a data por diversas vezes. O A330neo da companhia é também o primeiro do tipo entregue para uma empresa nas Américas e por muito pouco já que a Delta Air Lines também deve receber seu primeiro exemplar em breve.


“Estamos muito orgulhosos em ser a primeira companhia a operar o A330neo nas Américas. Essa nova aeronave desempenhará um papel essencial na nossa expansão no mercado internacional, impulsionando nossa estratégia de ter uma frota moderna e eficiente em termos de combustível”, afirmou John Rodgerson, CEO da Azul.

O A330neo da Azul está configurado para transportar 298 passageiros em três classe – 34 na executiva, 96 na econômica premium e 168 na econômica tradicional. O interior do avião recebeu o padrão “Airspace” desenvolvido pela própria fabricante e que estreou na TAP.

Graças aos avanços aerodinâmicos e seus novos motores Rolls-Royce Trent 7000, o A330neo é capaz de voar mais longe e com uma economia de combustível cerca de 25% maior que a de aviões do mesmo porte mais antigos como o próprio irmão A330-200 utilizado pela companhia brasileira.

O A330-900neo estreante da Azul, prefixo PR-ANZ, fará seu primeiro voo comercial entre Viracopos e Lisboa em 10 de junho.

Veja mais: Qantas Airways lança primeiro voo comercial que não produz lixo