A Azul arrendou dois jatos 737-400F para acompanhar o crescimento da Azul Cargo Express (Divulgação)

A Azul arrendou dois jatos 737-400F para acompanhar o crescimento da Azul Cargo Express (Divulgação)

A companhia aérea Azul apresentou nesta segunda-feira (15) no aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), a primeira aeronave exclusiva da divisão de carga Azul Cargo Express. O cargueiro, um jato Boeing 737-400, foi certificado recentemente pelos órgãos regulatório e entrará em serviço já nesta terça-feira (16). De acordo com a empresa, o avião pode transportar 20 toneladas de carga.

Como explicou a Azul, o 737 cargueiro será utilizado em rotas com alta demanda, passando pelas base de operação de Campinas, Recife e Manaus. Outras cidades como Fortaleza, Belém e Rio de Janeiro também devem receber os voos do cargueiro com frequência, informou a companhia.



“Esse primeiro cargueiro, assim como o outro avião que está para chegar, vai nos proporcionar mais flexibilidade para definir a malha de acordo com as necessidades dos nossos clientes e contribuirá para oferecermos novos serviços, como o fretamento. Esperamos, com isso, aprimorar a nossa atuação e continuar oferecendo um produto diferenciado e extremamente eficiente, contribuindo para a satisfação de quem contrata o nosso serviço de cargas”, afirmou Izabel Reis, diretora da Azul Cargo Express.

O segundo 737 cargueiro da Azul está programado para chegar ao Brasil até o final deste mês. Segundo a companhia, a escolha pela jato da Boeing se deu por conta de seu baixo custo operacional e pelo histórico de confiabilidade da aeronave no transporte de cargas.

Momento certo

No primeiro trimestre deste ano, a Azul Cargo Express registrou crescimento de 61% comparado ao mesmo período de 2017. Até então, a divisão cargueira operava utilizando somente os porões de cargas das aeronaves de passageiros da Azul. Agora com seus próprios aviões, a empresa espera crescer 40% neste ano, ampliando a oferta de serviços.

Os aviões de carga adquiridos pela Azul fazem parte da segunda geração do Boeing 737, conhecidos como “Classic”. A série foi produzida entre 1984 e o ano 2000.

Veja mais: Azul vai receber jatos Airbus A321neo em 2019