Com motores reformulados e novos winglets, o A330neo será 14% mais eficiente em consumo de combustível (Airbus)

Com motores reformulados e novas asas, o A330neo será 14% mais eficiente em consumo de combustível (Airbus)

A companhia aérea Azul anunciou nesta quinta-feira (21) a encomenda de cinco jatos de nova geração Airbus A330-900neo. A aeronave, ainda em fase de desenvolvimento, será incorporada a frota da empresa a partir do último trimestre de 2018.

A companhia brasileira, até o momento, é o único operador da América do Sul que confirmou a encomenda do novo jato widebody da Airbus. Os jatos destinados a empresa serão entregues pela Avalon, empresa internacional especializada em leasing de aeronaves.



O A330neo da Azul será configurado com 298 assentos, 27 a mais em relação aos atuais A330 operados pela companhia – a empresa utiliza atualmente cinco jatos A330-200 em voos para os Estados Unidos e Europa.

“Estamos muito animados com essa novidade, pois ela representa uma retomada de crescimento da Azul. Os novos aviões terão papel fundamental na ampliação de nossos voos e destinos internacionais e ajudarão a tornarmos as nossas operações ainda mais eficientes, já que serão equipadas com motores que consomem menos combustível que os atuais modelos”, comemora John Rodgerson, presidente da Azul.

A330neo

O A330neo foi anunciado em 2014, durante o salão aeronáutico de Farnborough Show, na Inglaterra, e a Airbus teve boa aceitação pelo novo produto: a fabricante já tem encomendas por 210 aeronaves. O desenvolvimento da modelo, porém, está cerca de seis meses atrasado.

Segundo o cronograma original do fabricante, o voo inaugural da nova geração do A330 era previsto para o primeiro trimestre deste ano. O atraso ocorreu sobretudo pela demora na entrega dos novos motores, o Rolls-Royce Trent 7000. Como já anunciado pela Airbus, o primeiro voo do A330neo deve acontecer ainda neste mês.

Primeiro flagra do A330neo com os motores instalados; jato ainda não voou (Clément Alloing)

Primeiro flagra do A330neo com os motores instalados; jato ainda não voou (Clément Alloing)

Como explica a fabricante, o A330neo promete uma economia de combustível de até 14% comparado ao modelo atual. A maior eficiência no desempenho da aeronave é creditada principalmente aos motores de menor consumo e também ao novo design das asas, de maior envergadura.

O primeiro operador do A330neo será a companhia TAP, de Portugal, hoje controlada pela Azul, no primeiro semestre de 2018. A lista de clientes do novo avião da Airbus ainda inclui empresas como a Delta, Iran Air e Hawaiian Airlines.

A Azul conta atualmente com cinco jatos Airbus A330 (Thiago Vinholes)

A Azul conta atualmente com cinco jatos Airbus A330 (Thiago Vinholes)

Veja mais: Airbus entrega primeiro A330 montado por chineses