A Azul vai receber cinco jatos Airbus A330neo (Airbus)

A companhia aérea Azul adiou mais uma vez a estreia de seus voos comerciais com os jatos Airbus A330neo. O início das operações da empresa com a nova aeronave era programado para este mês. Porém, devido a atrasos da Airbus no projeto, o prazo foi adiado para fevereiro do próximo ano e desta vez entre o final de maio e início de junho de 2019.

A informação foi confirmada pelo vice-presidente de receitas da Azul, Abhi Shah, durante a conferência para investidores sobre os resultados do terceiro trimestre de 2018.



Perguntado sobre como o atraso na entrega dos A330neo poderia afetar os negócios da companhia, o executivo respondeu: “Neste caso decidimos atrasar mais um pouco a entrega para não recebermos esses aviões no meio da baixa temporada. Colocamos a entrega logo antes da próxima alta temporada que é em junho e julho. Isso gerou atraso na entrada de novos mercados, mas com a situação cambial atual, estamos bem confortáveis.”

“Devemos receber ele (o A330neo) no final de maio ou em junho. Ainda não está claro se receberemos um ou dois A330, existe algo a mais no meio. Eu espero que as primeiras rotas do A330neo comecem apenas no final de maio ou início de junho”, acrescentou Shah.

O novo prazo citado pelo executivo da Azul também é diferente dos registros mais recentes da empresa no hotran da ANAC, que aponta a estreia dos voos com o A330neo para março e abril de 2019, de Campinas (SP) para Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, e para Lisboa, em Portugal.

Em contato com o Airway, a Azul disse apenas que espera receber o A330neo no primeiro semestre de 2019,

A Azul é até o momento a única companhia da América do Sul que confirmou a encomenda do novo jato widebody da Airbus. A empresa vai receber cinco A330-900, o maior modelo na nova série A330neo (que também contempla o A330-800). Os aviões serão entregues pela Avalon, empresa internacional especializada em leasing de aeronaves.

Os A330neo da Azul serão configurados com 298 assentos, 27 a mais em relação aos atuais A330 operados pela companhia – a empresa utiliza atualmente sete jatos A330-200 em voos para os Estados Unidos e Europa.

De acordo com a Airbus, o A330neo é cerca de 14% mais eficiente em consumo de combustível comparado ao A330 da primeira geração. As principais novidades na aeronave são os motores mais avançados e o novo design das asas, de maior envergadura.

Fonte: Aeroin

Veja mais: Ryanair vai recrutar pilotos no Brasil