( )

Comprar um carro zero km ou um avião usado? Voar certamente é mais interessante…

Se você gosta de voar e tem pretensão de obter um brevê de piloto privado, saiba também que existem diversas opções de aeronaves com preços bem baixos no mercado de aviação nacional.

Pode parecer estranho, mas é possível adquirir um avião pelo preço de um carro utilitário esportivo compacto ou sedã médio, por exemplo. Então, que tal comprar uma aeronave pelo preço de um automóvel comum?


Um avião novo, mesmo que seja um monomotor, experimental ou não, evidentemente tem um preço muito superior ao de um automóvel de entrada. No entanto, aeronaves usadas mais antigas ou de categorias mais leves tendem a ser baratas o suficiente para uma comparação de preços como essa.

Assim, pensar em um avião para lazer por algo em torno de R$ 100.000 ou menos, não é um absurdo na realidade brasileira. Nessa faixa de preço temos algumas ofertas no Brasil, que parecem bem interessantes nesse aspecto.

Dentre as categorias, o experimental é aquele que tem preços mais interessantes em relação aos aviões de fabricação seriada, como Cessna e Piper, por exemplo. Não se deve confundir um avião experimental para recreação com uma aeronave de ensaios em voo, construída apenas para o desenvolvimento de tecnologias.

Um avião experimental no primeiro caso, é uma aeronave de construção leve não homologada internacionalmente, que pode ser montada em pequenos hangares e vendidas na forma de kits ou por empresas dedicadas. Esse tipo de avião chega a ter preços de automóveis populares.


Abaixo, listamos aeronaves de fabricantes industriais, certificados e homologados em todo o mundo, bem como experimentais, cuja licença varia de acordo com cada país.

Cessna 152 – R$ 98.000

(FlugKerl2/Creative Commons)

O Cessna 152 é um dos maiores clássicos da aviação geral (FlugKerl2/Creative Commons)

A Cessna é uma fabricante de aeronaves bem antiga e a série 100 é sua linha mais simples e barata. No caso do 152, esse pequeno monomotor de dois lugares e asa alta vem com motor a pistão Lycoming de 150 hp. O modelo é muito usado em treinamento nas escolas de aviação e trata-se de uma evolução do Cessna 150, voando pela primeira vez em 1977. Sua produção se encerrou em 1985.

Cessna 150 – R$ 100.000

(AOPA)

A Cessna produziu mais de 20 mil modelos da série 150 entre 1958 e 1977 (AOPA)

Anterior ao 152, este modelo da Cessna é também o sucessor do 140, tendo também como característica asa alta e trem de pouso em forma de triciclo fixo. Voou pela primeira vez em 1958 e ganhou diversas versões, tendo motor Lycoming de 135 hp originalmente e capacidade para duas pessoas. É usado para lazer e instrução.

Cessna 140 – R$ 110.000

(AOPA)

O Cessna 140 foi produzido entre 1946 e 1951; muitos ainda seguem voando – e à venda (AOPA)

Após o fim da Segunda Guerra, a Cessna imediatamente colocou em produção um avião utilitário de dois assentos, batizado de 140. Extremamente simples, ele originalmente tinha asas altas revestidas em tecido e trem de pouso convencional, o chamado taildragger ou tailwheel. Com aspecto elegante, trata-se de um avião que chegou a ter versão ainda mais espartana, bem como outra de 4 lugares (Cessna 170). Sua produção começou em 1946.

CAP-4 Paulistinha – R$ 110.000

(Aeroclube de Marília)

Os direitos de produção do Paulistinha foram adquiridos pela Neiva, que hoje pertence a Embraer (Aeroclube de Marília)

Clássico brasileiro, o CAP-4 Paulistinha é um avião que voou pela primeira vez em 1941 e foi construído pela extinta Companhia Aeronáutica Paulista. É um famoso treinador nacional, tendo sido usado inclusive pela FAB. Assim como no Cessna 140, tem motor Continental, mas com 90 hp no início da carreira. Também tem asa alta e trem tailwheel.

Piper Cherokee – R$ 120.000

(Divulgação)

O Piper Cherokee também foi produzido no Brasil pela Embraer (Divulgação)

De todas as ofertas acima, esta é a mais interessante. O Piper Cherokee PA-28 é um monomotor a pistão de 4 lugares e asa baixa, equipado com trem de pouso fixo em forma de triciclo. Seu motor é um Continental de 200 hp, suficiente para cruzeiro de 260 km/h. Chegou a ser feito pela Embraer com nomes de Corisco e Tupi. Voou em 1961 e é produzido até hoje como Arrow.

Aviões Experimentais

Aero Bravo Skyranger – R$ 100.000

(Ouveo/Creative Commons)

O Skyranger também é produzido no Brasil pela empresa mineira Aero Bravo (Ouveo/Creative Commons)

Feito pela empresa mineira Aero Bravo, sediada no aeroporto Carlos Prates, em Belo Horizonte, o Skyranger é uma versão nacionalizada de projeto francês. Seu motor é um Rotax 912 com 80 hp, capaz de entregar um cruzeiro de 150 km/h e máxima de 200 km/h. O alcance chega a 555 km. Com 2 lugares, essa aeronave tem asa alta e triciclo.

Ultravia Pelican – R$ 110.000

(Ahunt)

(Ahunt)

De projeto canadense, o Ultravia Pelican surgiu com um único assento, mas a versão mais popular tem 2 lugares e igualmente possui trem de pouso triciclo, assim como asa alta. O motor Rotax 912 dispõe de 100 hp. Aqui no Brasil, foi montado pela Aerodesign e mais recentemente pela Flyer, onde chegou a ter versão com fibra de carbono.

Inpaer Conquest 180 – R$ 105.000

O INPAER New Conquest é um avião experimental. A homologação deve ser entregue até 2018

O New Conquest é a versão mais recente do monomotor da Inpaer (Divulgação)

Esta aeronave de design interessante foi fabricada pela paulista Inpaer, de São João da Boa Vista, que mais recentemente lançou um sucessor, o New Conquest. Essa versão mais antiga, a 180, igualmente tem 2 lugares, asa alta e triciclo de pouso. O motor Rotax 912 garante 100 hp, mas existem unidades com Continental de 90 hp (preço acima) e Lycoming com 160 hp.

Rans Coyote II – R$ 70.000

(Adrian Pingstone)

O Rans Coyote II foi projetado nos EUA; já foram produzidas mais de 2.000 unidades (Adrian Pingstone)

O Rans Coyote II é uma aeronave leve de 2 lugares com motor a pistão Rotax 912 de 80 a 100 hp. Sua hélice é tripá e o trem de pouso, triciclo. Com asa alta, esse avião é bem simples em construção, embora de aspecto atraente. O preço acima é um enorme atrativo para quem quer voar com um custo baixo.

KitFox IV – R$ 66.000

(Armchair Aviator's)

O KitFox é impulsionado por um motor Volkswagen (Armchair Aviator’s)

Este pequeno avião é fabricado nos EUA e vendido em forma de kit. Com asa alta e triciclo, o KitFox IV tem motor boxer Aero Vee (Volkswagen) de 2.1 litros com 85 hp, chamando atenção pelo posicionamento dos 2 assentos em tandem. O maior atrativo aqui é o preço, igual ao de um carro novo com motor 1.5 litro, por exemplo.

Veja mais: Conheça os maiores aviões comerciais que voaram no Brasil