Avião tanque foi aprimorado e está mais econômico

Avião tanque foi aprimorado e está mais econômico

Em serviço desde 2011 em algumas forças aéreas, o avião tanque A330 MRTT, da Airbus, recebeu aperfeiçoamentos recentemente e a primeira unidade acaba de realizar seu voo inaugural na Espanha. Ainda com matrícula civil e sem pintura, o jato vou por três horas para testes nos novos sistemas que serão incorporados na versão avançada do A330neo. Entre as mudanças está um alcance maior proporcionado pela economia de combustível de 1%, segundo a fabricante.

O A330 MRTT é equipado com os turbofans Tren 772 da Rolls-Royce e a primeira força aérea a receber a nova versão será a da República de Cingapura, mas há encomendas da Austrália (lançadora do modelo), Arábia Saudita, Reino Unido e Emirados Árabes, num total de 28 aviões – ou seja, mais que a frota da primeira versão que hoje soma 23 aeronaves.


Versátil e quase brasileiro

O MRTT é um jato militar extremamente versátil. Pode reabastecer em voo tanto aviões com sondas (através de kits nas asas) como por lança rígida, no padrão adotado pela Força Aérea dos Estados Unidos, por exemplo. Mas ele também transporta carga, passageiros e até servir como transporte médico, conforme a necessidade.

O jato concorreu no programa brasileiro KC-X2, que previa a compra de dois aviões tanque para a FAB, mas perdeu para seu concorrente americano, o Boeing 767, que seria adaptado para reabastecimento em Israel – no fim o projeto está parado até hoje.

Por falar nos EUA, o MRTT também participou da licitação para um novo avião tanque para a USAF que precisava substituir o velho KC-135. Na época, a EADS (atual Airbus Defence) se associou à Northrop-Grumman para oferecer o MRTT como KC-45, mas perdeu a disputa para a Boeing, não sem alegar suspeitas de favorecimento.

Veja também: Boeing C-767 chega ao Brasil

Jato versátil está em serviço desde 2011

Jato versátil está em serviço desde 2011