ER-2 estacionado no pátio do aeroporto internacional de Recife (Infraero)

ER-2 da NASA estacionado no pátio do aeroporto internacional de Recife (Infraero)

O Aeroporto Internacional do Recife recebeu na manhã desta terça-feira (23) um avião de pesquisas ambientais da NASA, o ER-2, proveniente da Geórgia, nos Estados Unidos. O voo do aparelho até o Pernambuco durou cerca de 10 horas, a uma velocidade de 750 km/h.

Devido à localização geográfica e às condições operacionais do terminal recifense, a aeronave realizou o pouso técnico, por volta das 8h, para reabastecimento e manutenção preventiva. A aeronave ficará em solo pernambucano até a próxima quinta-feira (25), quando está prevista a decolagem, às 5h, com destino à Namíbia, na África.


O ER-2 é a versão civil do clássico avião-espião Lockheed U-2, cuja principal característica é sua capacidade de alcançar grandes altitudes. O modelo operado pela agência espacial dos EUA pode voar a mais de 70 mil pés, o equivalente a 21.300 metros, e mais que o dobro da altitude de cruzeiro de um jato comercial.

Devido às condições extremas em grandes altitudes, quem comanda o ER-2 precisa vestir um traje pressurizado, semelhante ao utilizado por astronautas. A NASA opera essa aeronave desde 1981, equipado com sensores e câmeras fotográficas em pesquisas sobre o meio ambiente e a camada de ozônio. A agência conta atualmente com duas dessas aeronaves.

Nota do editor: Notamos uma certa revolta no tom dos comentários. Apenas para esclarecer, esse avião não está “espionando” o Brasil…

Veja mais: Lockheed U-2, o espião dos céus