A Avianca será o terceiro operador do A320neo no Brasil, depois de LATAM e Azul (Airbus)

A Avianca será o terceiro operador do A320neo no Brasil, depois de LATAM e Azul (Airbus)

A Synergy Aerospace Corporation, a maior acionista da Avianca, que tem sede na Colômbia, e proprietária da Avianca Brasil, assinou um contrato com a Airbus para adquirir 62 aeronaves da nova família A320neo. A companhia ainda não revelou quando os primeiros aviões chegam ao país.

Com esse nova negociação, a Airbus vai superar a marca de 1.000 aeronaves vendidas na América Latina.



“A projeção é de que o tráfego doméstico no Brasil quase triplique até 2030, e figure entre os dez tráfegos de crescimento mais rápido do mundo. Esses A320neo permitirão que a Avianca Brasil capitalize no seu crescimento e apresente capacidades de desempenho aprimoradas em aeroportos desafiadores, como o Santos Dumont, no Rio de Janeiro, por exemplo”, declarou John Leahy, Diretor Operacional para Clientes da Airbus

A Synergy se tornou cliente da Airbus em 2007 com um pedido de 10 A350 XWBs, tendo encomendado também 20 aeronaves da Família A320, seis A330-200 de passageiros e um Cargueiro A330-200. A Avianca Brasil opera atualmente 40 aeronaves das séries A318, A319 e A320 e um Cargueiro A330.

Além da Avianca, outros operadores do A320neo no Brasil serão as companhias Latam e Azul, ainda neste ano.

O mais pedido

Nos últimos 10 anos, a Airbus triplicou a sua frota em operação na América Latina, garantindo mais de 60% dos pedidos na região desde 1990. O modelo mais procurado é o A320neo, com pedidos firmes de 410 aeronaves de sete clientes, mais 58 compromissos com arrendadores, chegando a aproximadamente 70% das encomendas no mercado de aeronaves de corredor único de nova geração.

Desde o lançamento do A320neo, em 2010, a Airbus já recebeu mais de 4.500 pedidos de 83 clientes no mundo todo, o que representa quase 60% do mercado nessa categoria – o principal concorrente do A320neo é o Boeing 737 MAX, ainda em fase de testes.

Veja mais: LATAM revela seu primeiro Airbus A320neo