O Certificado de Operador Aéreo da Avianca Brasil foi suspenso pela ANAC em junho (Avianca)

A companhia aérea brasileira Ocean Air Linhas Aéreas S/A, baseada em São Paulo e que operava anteriormente como Avianca Brasil, deixará formalmente a Star Alliance a partir de 1º de setembro de 2019.

A saída da Ocean Air acontece após vários meses de estado pré-falimentar e a suspensão de seu Certificado de Operador Aéreo (COA) pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).


“Ao ingressar na Star Alliance em 2015, a Avianca Brasil promoveu contribuições importantes para a nossa proposta junto aos clientes no mercado brasileiro, e lamentamos esse infeliz acontecimento”, afirmou Jeffrey Goh, CEO da Star Alliance.

Em comunicado, a Star Alliance ressaltou que a saída da Avianca Brasileira não afeta de forma alguma a participação da Avianca Holdings, que continua como membro da aliança de companhias aéreas, que a partir de setembro contará com 27 empresas membros.

Onze das companhias aéreas associadas à Star Alliance disponibilizam operações diretas a partir de e para o Brasil: Air Canada, Avianca, Air China, Copa Airlines, Ethiopian Airlines, Lufthansa, SWISS, South African Airways, TAP Air Portugal, Turkish Airlines e United.

Juntas, as empresas membros da Star Alliance operam 588 voos semanais de 11 pontos domésticos no Brasil para 17 hubs de companhias do grupo, oferecendo conexões para 738 destinos internacionais.

A Stal Alliance está presente no Brasil desde 1997, mesmo ano em que a aliança foi criada.

Veja mais: Boeing aumentará produção do 767