A Austral é uma empresa subsidiária da Aerolineas Argentinas (Austral)

A Austral é uma empresa subsidiária da Aerolineas Argentinas (Austral)

A Embraer perderá um importante cliente na América do Sul. Nesta semana o presidente da Aerolineas Argentinas, Mario Dell´Acqua, disse em entrevista coletiva que a subsidiária Austral começará a substituir seu jatos E190 e E195 da Embraer por aeronaves Boeing 737.

A razão apontada pelo executivo é o custo de operação dos aviões brasileiros. Segundo Dell´Acqua, o 737-800 tem um custo de operação 25% maior que o avião da Embraer, porém, transporta 60% mais passageiros. “Está provado que é mais econômico utilizar aeronaves de 170 lugares do que com as 90 aeronaves nas rotas que temos agora, ainda mais se considerarmos o crescimento que está ocorrendo no setor de aviação do nosso país”, disse o executivo.


A troca da frota começará já no mês que vem e por enquanto prevê apenas 12 unidades – a Austral opera 26 aviões da Embraer.

Padronização e modernização

A Aerolineas Argentinas está em meio a um processo de modernização de sua frota. A empresa tem trazido novos 737 incluindo o primeiro modelo da série Max, a mais moderna da Boeing. Além disso, passou a utilizar o Airbus A330 como principal equipamento para voos internacionais, aposentados os gastões quadrirreatores A340. Dell´Acqua revelou que a companhia argentina deve definir qual será seu novo jato intercontinental até o final de 2018. As opções estudadas são o Boeing 777 e 787 e o Airbus A350.

Veja também: Boeing e Embraer confirmam possível união de seus negócios

O novo 737 MAX da Aerolineas Argentinas foi "batizado" no aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires (Divulgação)

O novo 737 MAX da Aerolineas Argentinas foi “batizado” no aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires (Divulgação)