A capital mexicana é a segunda cidade a receber a Voom (Airbus)

A capital mexicana é a segunda cidade a receber a Voom (Airbus)

A Voom, serviço de transporte de helicóptero compartilhado que estreou em São Paulo em 2017, agora também está disponível na Cidade do México. A plataforma, que recentemente se tornou uma subsidiária da Airbus Helicopters, começou a funcionar na capital mexicana no último dia 8 de março.

Segundo a empresa, a escolha da Cidade do México como segundo mercado de atuação se deu por conta da infra-estrutura para helicópteros já existente na cidade, que possui mais de 200 helipontos na área metropolitana. Além disso, assim como São Paulo, a capital do México também possui controle de tráfego aéreo dedicado aos helicópteros.



Os voos da Voom estão disponíveis em vários locais da cidade, incluindo Montes Urales e Interlomas, importantes centros comerciais da capital mexicana, além de ligações entre o Aeroporto Internacional da Cidade do México e o Aeroporto Internacional de Toluca, os mais movimentados do país. De acordo com a companhia, uma viagem de helicóptero entre os dois aeroportos é realizada em cerca de 10 minutos, contra duas horas de automóvel na hora do rush.

As reservas dos voos devem ser feitas por meio do aplicativo da Voom. Os clientes podem agendar as viagens a 60 minutos antes da decolagem ou com até sete dias de antecedência.

“A Voom é a empresa ideal para encarar o desafio da mobilidade aérea urbana na Cidade do México. Nós já temos o conhecimento e os recursos para fornecer uma solução viável para a reserva de helicópteros no mercado atual. Não poderíamos estar mais entusiasmados em trazer uma opção de transporte alternativa e necessária para mais esta parte do mundo”, afirma Uma Subramanian, CEO da Voom.

A viagem entre o aeroporto de Toluca e o aeroporto internacional da Cidade do México é realizada em apenas 10 minutos (Airbus)

A viagem entre o aeroporto de Toluca e o aeroporto internacional da Cidade do México é realizada em apenas 10 minutos (Airbus)

Veja mais: Airbus realiza primeiro voo com helicóptero autônomo