Boeing 757 da American Airlines

Um dos principais aparelhos da American Airlines – com uma frota de 124 unidades -, o Boeing 757 virou vilão da noite para o dia. O birreator de corredor único foi vítima da crise econômica e se tornou um avião caro de se manter. Segundo a AA, “o custo por km voado é hoje proibitivo”, disse um representante da empresa.

O grande problema é que companhia aérea não vê um substituto capaz de fazer o que o jato da Boeing consegue. Até mesmo o 737-900ER, da própria fábrica não é adequado, de acordo com a American. Enquanto isso, ela tem tentado resolver o problema parcialmente com os 737-800 – que chegarão a um total de 84 unidades até 2011.


De concreto, só o fato de American planejar a retirada dos seus 757 da frota num futuro breve: “quando e onde, ainda não sabemos”, completou o executivo da AA.