Os aviões encomendados pela AA serão operados pela subsidiária Envoy  (Cory-W.-Watts/Wikimedia)

A Embraer anunciou nesta segunda-feira (5) mais um nova encomenda de 15 jatos E175 configurados com 75 assentos para a companhia American Airlines, dos Estados Unidos. O contrato é avaliado em US$ 705 milhões, considerando os preços de lista das aeronaves, e as entregas começarão em 2020.

Com esse novo pedido, a frota da American Airlines terá um total de 104 modelos E175, que vem sendo adquiridos desde 2013. A encomenda mais recente, também para 15 aeronaves, havia ocorrido em maio de 2018.


Assim como na encomenda anterior, os aviões do novo pedido também serão operados pela Envoy, subsidiária de aviação regional do grupo American Airlines. Segundo a Embraer, os jatos serão configurados com 12 assentos de primeira classe e 64 de classe econômica, incluídos os de classe econômica “Extra” (com maior espaço entre as fileiras).

Queridinho nos EUA

O E175 é um avião com forte presença no mercado de aviação regional dos EUA. Desde 2013, a fabricante brasileira vendeu mais de 430 jatos dessa série para companhias aéreas na América do Norte, obtendo mais de 80% dos pedidos nessa região no segmento para até 76 passageiros.

O principal concorrente da Embraer nessa categoria é a canadense Bombardier com o modelo CRJ-900, que por sinal também é operado pelo grupo American Airlines configurado com 76 assentos.

O E175 em breve vai avançar uma geração. O modelo E175-E2 será o menor jato da nova família E-Jets 2 (E2) da Embraer. A programação da fabricante prevê o primeiro voo para 2019 e inicio das entregas em 2021.

Veja mais: Bolsonaro promete apoiar acordo entre Boeing e Embraer