O novo A350-900ULR é o novo dono do título de avião comercial com maior alcance do mundo (Airbus)

O novo A350-900ULR é o novo dono do título de avião comercial com maior alcance do mundo (Airbus)

A Airbus entregou no último sábado (22) o primeiro jato A350-900 Ultra Long Range (Alcance Ultra Longo – ULR) ao cliente lançador da aeronave, a companhia aérea Singapure Airlines. E fazendo juz ao seu nome, a aeronave decolou da fábrica do grupo europeu em Toulouse, na França, e seguiu para Cingapura em um voo direto com mais de 15 horas de duração.

A nova versão do A350 é projetada para percorrer 7.500 milhas náuticas (17.964 km) ou permanecer voando por mais de 20 horas sem parar. Com esses números, o A350-900ULR agora é avião comercial com maior alcance do mundo, superando o Boeing 777-200LR (com alcance de 15.843 km). Já o A350-900 convencional tem autonomia limitada em 15.000 km.


De acordo com a Airbus, a principal mudança na aeronave em relação ao A350 padrão é o sistema de combustível modificado para transportar mais 24.000 litros, chegando a um total de 165.000 l. A fabricante explica que essa alteração amplia o alcance do avião sem a necessidade de tanques adicionais. O A350-900ULR ainda possui novos winglets estendidos nas pontas das asas, uma versão atualizada do dispositivo aerodinâmico que também está sendo aplicada nos A350-900 em produção.

O primeiro serviço comercial do A350-900ULR com a Singapore Airlines será logo um recorde mundial. A empresa vai voar com o novo jato entre Cingapura e Nova York, nos Estados Unidos, uma viagem que pode durar quase 19 horas. Em seguida, a empresa vai lançar mais dois trechos transpacíficos sem paradas, para Los Angeles e São Francisco.

Em vez de parar pelo caminho, o A350-900ULR poderia economizar tempo em viagens longas

“A entrega de hoje é um marco para a Airbus e a Singapore Airlines, pois juntos abrimos um novo capítulo sobre viagens aéreas sem escalas”, disse Tom Enders, diretor executivo da Airbus. A Singapore Airlines encomedou sete unidades do novo A350-900ULR com interiores configurados em duas classes, com 67 assentos da classe executiva e 94 na econômica.

“O A350-900ULR trará mais comodidade e conforto para nossos clientes e nos permitirá operar vôos de longo alcance de maneira comercialmente viável. Isso nos ajudará a aumentar nossa competitividade na rede e aumentar ainda mais o hub de Cingapura”, disse Goh Choon Phong, CEO da companhia aérea de Cingapura.


Boeing prepara contra-ataque

A posição de avião comercial com maior alcance do mundo conquistada pelo A350-900ULR pode durar pouco tempo. A Boeing trabalha atualmente na nova família 777X (777-8 e 777-9), aeronaves que também prometem serem capazes de realizar voos ultra longos.

Sem o mecanismo que dobra as asas, aeroportos teriam que de ser adaptados para o novo 777X (Boeing)

Sem o mecanismo que dobra as asas, aeroportos teriam que de ser adaptados para o novo 777X (Boeing)

Números preliminares divulgados pela fabricante americano já apontam um avanço significativo em relação aos 777 da série atual. O 777-8, o menor modelo da nova série e com maior autonomia, é proposto com um alcance aproximado de 16.090 km.

O 777-8 será o primeiro modelo da nova série da Boeing. Os primeiro protótipos estão em fase avançada de produção, inclusive já equipados com as pontas das asas retráteis. O voo inaugural do jato está programado para o primeiro semestre de 2019 e sua estreia comercial é prevista para 2020. A companhia aérea Emirates Airlines será o primeiro operador do 777X.

Veja mais: Primeiro Boeing 777 é doado a museu nos EUA