O H135 é avaliado em quase R$ 18 milhões (Airbus)

O H135 é avaliado em quase R$ 18 milhões (Airbus)

A Airbus Helicopters anunciou nesta segunda-feira (29) a entrega do 1.300° helicóptero da família H135. Segundo o fabricante, o modelo biturbina é operado atualmente por mais de 300 clientes em 60 países, em versões civis e militares – a Força Aérea Brasileira (FAB) é um dos operadores, com dois aparelhos destinados ao transporte de autoridades

O H135 estreou no mercado em 1996, mas com outro nome: EC135. A aeronave foi desenvolvida originalmente pela Eurocopter, fabricante italo-alemã que foi absorvida pelo grupo Airbus em 2014 e rebatizada como Airbus Helicopters. Em 22 anos de mercado, o aparelho europeu, hoje na terceira geração, se tornou um dos mais procurados na categoria de helicópteros utilitários leves.



Quase a metade dos 1.300 H135 produzidos operam como ambulâncias aéreas, além de cumprir tarefas com forças policiais e, em menor proporção, transporte privado. Os principais mercados do EC-135/H135 são a Europa, com 641 helicópteros registrados, seguido da América do Norte, com 316 unidades, e Ásia, com 195 aparelhos.

O H135 é um dos poucos helicópteros de sua categoria equipado com sistema de controle automático de quatro eixos (capaz de mover um helicóptero para esquerda, direita, para cima ou para baixo), tecnologia que alivia a carga de trabalho dos pilotos. Uma das façanhas oferecidas por esse recurso é a possibilidade de realizar aproximações de pouso automáticas, o que é de grande ajuda em situações de baixa visibilidade ou com tempo ruim.

Esse é o primeiro Airbus H135 que passa pelo Brasil; o modelo pode transportar seis passageiros (Helibras/Marcio Jumpei)

O H135 passou pelo Brasil em 2016, quando foi apresentado na feira de aviação executiva Labace (Helibras)

O H135 pode ser configurado para transportar até sete passageiros ou então duas macas e dois socorristas na versão de resgate. Ao todo, o helicóptero tem capacidade para carregar até 1.455 kg. Cada unidade é avaliado em cerca de US$ 5,6 milhões (aproximadamente R$ 17,7 milhões).

Veja mais: Como é voar no avançado Airbus H135