A Airbus escalou no A380 no time de natação; difícil é colocar ele na piscina... (Airbus)

A Airbus escalou no A380 no time de natação; difícil é colocar ele na piscina… (Airbus)

A Airbus entrou no clima das Olimpíadas! O grupo europeu divulgou nesta sexta-feira (5) uma comparação de suas aeronaves inspiradas em algumas das principais modalidades esportivas que serão disputadas no Rio de Janeiro (RJ). Para a fabricante, a performance específica de cada um de seus aviões comerciais pode ser relacionada ao desempenho necessário em certos esportes.

Confira a seguir como é o “time olímpico” da Airbus:


A320 – Levantador de peso

Menor aeronave do grupo europeu, a família A320, porém, tem a força de um levantador de peso. Como explica a fabricante, a potência gerada pelos motores da aeronave é suficiente para erguer até seis elefantes ao mesmo tempo e incontáveis vezes! Por essas qualidades, o modelo, chamado pela fabricante de “capitão” da equipe, poderia ser o porta-bandeira da Airbus na cerimônia de abertura.

A330 – Triatleta

Por sua versatilidade e eficiência tanto em voos curtos como longos, a Airbus escalou o jato A330 no time de triatlo. A exemplo dos atletas que disputam essa modalidade, a empresa afirma que a aeronave pode armazenar sua energia para os momentos de maior necessidade.


A350 – Ciclista

Na comparação olímpica da Airbus, o jato A350 é como um competidor de ciclismo. Construído com materiais leves e uma asa que se adaptada durante o voo, o avião, assim como um ciclista e sua bicicleta de alta performance, melhora seu desempenho ajustando o perfil aerodinâmico.

(Clique na imagem para ampliar)

(Clique na imagem para ampliar)

A320neo – Velocista

Nova geração do A320, a série “Neo” cumpre os mesmo objetivos do modelos anterior, mas consumindo menos combustível. Para a Airbus, a especialiadade do A320neo pode ser provas de atletismo de curtas e médias distâncias.

A380 – Nadador

Com diversos componentes inspirados em elementos da natureza, sobretudo da vida marinha, o gigante A380 foi construído para “deslizar” no céu. A fuselagem, por exemplo, projetada de forma para ajudar na redução de atrito, como a pele dos tubarões, que por sua vez é imitada nos trajes especiais de nadadores. Embora seja difícil imagina um avião desse tamanho em uma piscina, o A380 foi escalado para o time de natação…

Veja mais: Empresa nos EUA prepara 747 para combate a incêndios