(Airbus)

O curso da Airbus inclui 200 horas de voo em aviões e aulas em simuladores (Airbus)

A Europa vai precisar de quase 100 mil novos pilotos nos próximos 20 anos para acompanhar o crescimento do mercado na região. Para atender essa alta demanda, a Airbus anunciou nesta quinta-feira (28) a criação de sua própria escola da cadetes, a Airbus Flight Academy Europe, com sede em Angoulême, na França.

A academia contará com instrutores padronizados da Airbus para o programa de treinamento “ab-initio Pilot Cadet”, desenvolvido pelo grupo europeu e a Universidade de Aviação Civil da França (ENAC) e aprovado pela EASA (a “ANAC” da Europa) no final de 2018. O objetivo da Airbus Flight Academy Europe é treinar 200 novos pilotos por ano.


O curso de piloto da Airbus inclui 750 horas de aulas, além de 200 horas de treinamento de voo. As partes práticas do curso serão realizadas em aeronaves monomotor e multimotor equipadas com instrumentos digitais e em simuladores de voo, informou a Airbus.

O programa de cadetes da Airbus está aberto para graduados do ensino médio com mais de 18 anos em todo o mundo. Os candidatos passarão por testes de triagem on-line e no local antes de serem elegíveis para o treinamento.

A Airbus Flight Academy Europe, anteriormente conhecida como Cassidian Aviation Training Services (CATS), é uma subsidiária do grupo Airbus. A nova divisão também foi criada para promover o novo programa de treinamento “ab-initio”, que em latim significa “desde o começo”. O método desenvolvido pela Airbus e a ENAC já é utilizado de forma padronizada em 17 escolas de aviação pelo mundo.

Mais informações em services.airbus.com.


Veja mais: Conheça o poder aéreo da Venezuela