(Airbus)

O A380 da Hi Fly é configurado para receber até 471 passageiros (Airbus)

A desconhecida Hi Fly é o novo operador do Airbus A380. A companhia de Portugal exibiu pela primeira vez nesta semana durante o Farnborough International Airshow, na Inglaterra, a aeronave que incorporou recentemente. A empresa portuguesa oferece um serviço chamado “wet-lease”, que fornece aeronaves para companhias aéreas com tripulação, manutenção e seguro.

O A380 apresentado na Inglaterra é um modelo de “segunda mão”. A aeronave foi utilizada nos últimos 10 anos pela companhia Singapore Airlines e não teve seu contrato de leasing estendido. O jato agora operado pela Hi Fly pertence ao grupo de investimentos Doric, da Alemanha.



A Hi Fly manteve a configuração de cabine original dos tempos da Singapore. O avião de dois andares pode receber até 471 passageiros distribuídos na classes econômica (399 assentos), executiva (60) e primeira classe (12). O visual externo da aeronave, por outro lado, traz uma das pinturas mais interessantes já aplicadas no A380, com cores diferentes para cada lado. A customização ainda apoia a causa ambiental para salvar os recifes de coral.

A empresa portuguesa é o 14° operador do A380 – o próximo será a ANA, do Japão. O nome da companhia portuguesa, porém, aparece apenas de forma discreta no avião. Operadores como a Hi Fly atuam nos bastidores da aviação comercial, oferecendo soluções rápidas para companhias que precisam de mais aeronaves em serviço.

A Hi Fly pode atender situações de ampliação de voos sazonais ou necessidades urgentes de reposição de frota, como foi o caso recente da Latam Airlines que alugou um Boeing 747 para substituir temporariamente os 787 com problemas nos motores.

O A380 tem autonomia para voar cerca de 15.000 km (Airbus)

O A380 tem autonomia para voar cerca de 15.000 km  com mais de 400 passageiros (Airbus)

Toda frota da empresa portuguesa é composta por aeronaves da Airbus. Além do A380, a Hi Fly conta com um A321, quatro A330 e sete A340.

O A380 adquirido pela Hi Fly, que pertence a Doric, pode ser considerado um exemplar de sorte. Outras duas aeronaves recentemente também devolvidas pela Singapore não atraíram novos clientes e foram condenadas ao sucateamento.

O A380 da Hi Fly foi operado nos últimos 10 anos pela Singapore Airlines (Airbus)

O A380 da Hi Fly foi operado nos últimos 10 anos pela Singapore Airlines (Airbus)

Veja mais: Turbo-hélice ATR 72 alcança 1.000 unidades entregues