Primeiro voo do Airbus A300, em 28 de outubro de 1972

Esta sexta-feira, dia 29 de maio, é uma data histórica para a Airbus. Há exatos 40 anos era assinado o acordo que deu origem a empresa. Nesse dia, em 1969, os ministros francês e alemão Jean Chamant e Karl Schiller assinaram durante o Salão de Le Bourget, em Paris, o memorando de lançamento do programa A300.

O jato era o primeiro widebody europeu e voaria apenas em outubro de 1972 já como um modelo Airbus. Mas as bases para a criação do consórcio – que contou posteriormente com a participação de ingleses e espanhóis – estavam lançadas. Em dezembro de 1970, a Airbus era fundada oficialmente.


Mas os primeiros tempos da empresa foram de descrédito. Os norte-americanos, que dominavam o cenário de jatos de passageiros, desdenharam do consórcio, imaginando que ele teria o mesmo fim de outras iniciativas multinacionais dos europeus: o fracasso por desentendimentos entre os parceiros.

Nasce a Airbus

Não foi o que ocorreu e logo a Airbus, com A300, foi seguida pela Boeing, que criou o 767 para ser seu rival. Enquanto isso, McDonell Douglas e Lockheed ficaram pelo caminho.

Hoje o mercado de jatos comerciais é dividido duramente entre Boeing e Airbus e, apesar dos protestos quanto à injeção de dinheiro público em ambas empresas, esse cenário continuará ainda por muitos anos.

O primeiro protótipo sendo terminado em Toulouse