Boeing 737 da Aerolineas

Um imbróglio envolve as companhias Aerolineas Argentinas, TAM e Gol, além dos dois órgãos responsáveis pela aviação comercial do Brasil e da Argentina. A Aerolineas obteve autorização para voar para cidades do Mercosul a partir do aeroporto Aeroparque, uma vantagem imensa em relação às suas concorrentes.

A empresa argentina pretendia iniciar voos para o Brasil partindo de lá, mas a ANAC ainda não autorizou a operação alegando outros problemas. Segundo a Aerolineas, seria uma retaliação porque TAM e Gol ainda não conseguiram autorização para voar do Aeroparque.


O Jorge Newbery, como é chamado, é um aeroporto central da capital argentina, a apenas 10 min do setor empresarial, uma espécie de Congonhas ou Santos Dumont local. Embora pequeno – possui apenas quatro pontes de embarque -, a vantagem de oferecer voos para o Brasil de lá é imensa. O Ezeiza fica muito longe e tem dois pedágios no caminho.

As companhias brasileiras fizeram o mesmo pedido para o governo argentino, mas ainda não conseguiram um ok. Enquanto isso, a ANAC, aparentemente, tenta evitar essa “concorrência desleal”. A Aerolineas pretende iniciar os voos neste domingo, dia 14.