A clássica escada na cabine do 747-100. Esse espaço hoje é repleto de assentos

A clássica escada na cabine do 747-100. Esse espaço hoje é repleto de assentos

Quem viaja de avião não está mais interessado na experiência de voar, até porque não há mais o que fazer nas aeronaves atuais além de ver filmes em pequenas telas e comer comida de micro-ondas. Paga-se somente pela viagem, de preferência da forma mais rápida e a maioria viaja em apertados assentos de classe economica. Mas antigamente era outra história.

Até o final da década 1970 viajar de avião era algo extremamente caro. Poucas pessoas tinham acesso a essas passagens, por isso as companhias podiam se dar ao luxo de ter cabines com menos assentos, abrindo amplos espaços em aeronaves de voos internacionais. A classe econômica dessa época era equivalente a de uma executiva dos tempos atuais, mas com muito mais estilo e luxo.

Em imagens recuperadas pelo site Key.Aero é possível relembrar como era o glamour a bordo desses aviões, especialmente na primeira classe do Boeing 747. Maior avião dos anos 1970, o Jumbo desse tempo operado por companhias aéreas dos Estados Unidos reservava um enorme espaço da cabine para a primeira classe, que continha salas de estar com bar e até ambientes com música ao vivo, algo impensável para os padrões atuais.

Veja mais: Antigo Boeing com “motor secreto” é redescoberto

Diário de bordo: Voamos de Lima até Cuzco de Star Peru

Foto de um anúncio de primeira classe. Os passageiros viajavam em poltronas e sofás

Foto de um anúncio de primeira classe. Os passageiros viajavam em poltronas e sofás

A comida servida aos passageiros da primeira classe era preparada com primor por cozinheiros e servida em grande estilo em bandejas com pratos de porcelana e talheres de metal. Durante os voos eram oferecidos seguidos cocktails e a todo momento uma rolha de champagne voava pela cabine em meio a música, risadas e fumaça. As companhias ainda permitiam fumar a bordo: nas fotos os viajantes aparecem fumando cigarros, charutos e até cachimbos.

Os interiores dos aviões tinham estilo glamouroso, especialmente nos anos 1970 com as tendências hippies coloridas, e o luxo reinava na cabines com assentos de tecido fino e acabamentos de madeira e alumínio. O serviço de bordo ainda era feito por belas aeromoças vestidas com uniformes assinados por grandes estilistas da época.

Veja mais: Primeiro voo do Concorde completa 40 anos

As comissárias de bordo vestiam roupas assinadas por estilistas

As comissárias de bordo vestiam roupas assinadas por estilistas

A galeria de imagens contém ainda fotos das décadas de 1930 e 1950, quando a aviação comercial iniciou a operação em grandes aeronaves. Na década de 1930 a antiga companhia aérea britânica Imperial Linder criou a “Heracless Class”, um dos primeiros exemplos de primeira classe registrados. Os passageiros viajavam em assentos com estrutura de madeira com direito a uma ampla vista aérea, já que as aeronaves desse tempo podiam ter janelas maiores. Esse luxo era oferecido no rudimentar biplano Handley Page H.P.42.