Nunca se fabricou tantos aviões como durante a Segunda Guerra Mundial

Nunca se fabricou tantos aviões como durante a Segunda Guerra Mundial

O Boeing 737 é o avião comercial mais produzido de todos os tempos, com mais de 5.200 unidades entregues desde seu lançamento, em 1968. O número, apesar de expressivo, não chega nem perto da lista das 10 aeronaves mais fabricadas na história.

O “top 10” dos aviões mais produzidos é dominado por aparelhos que voaram durante a Segunda Guerra Mundial, período em que o meio aéreo foi decisivo e de extrema importância, em ambos os lados do conflito.

Mas também existem algumas ressalvas de aplicação civil e até um helicóptero na lista das aeronaves mais produzidas na história da aviação, como veremos a seguir:

10. Mil Mi-8 – Mais de 17 mil unidades produzidas

A União Soviética parecia ter uma sede insaciável por helicópteros. O Mi-8, aeronave de asas rotativas mais produzida na história, estrou em 1961 e continua em produção até hoje na Rússia, como Mi-17. E a fabricante Mil Moscow ainda não tem planos de descontinuá-lo.

O Mi-8 já foi operado por mais de 50 forças armadas e está presente em 80 países em versões civis. No meio militar, o aparelho acumula uma série de funções, que vão desde transporte de soldados a até missões de ataque, já que também pode ser armado com foguetes e mísseis anti-tanque.

O Mi-8 é raro no Ocidente, mas do outro lado do mundo é um dos helicópteros mais utilizados (Mil Moscow)

O Mi-8 é raro no Ocidente, mas do outro lado do mundo é um dos helicópteros mais utilizados (Mil Moscow)

O helicóptero russo foi uma peça essencial na operação de descontaminação de Chernobyl, na década de 1980, e atualmente é uma das aeronaves mais utilizadas no Oriente.

9. Beechcraft Bonanza – 17.200 unidades produzidas

O Bonanza também é conhecido nos EUA como "Doctor's Killer" (Divulgação)

O Bonanza também é conhecido nos EUA como “Doctor’s Killer” (Divulgação)

O Beechcraft Bonanza é uma das mais conhecidas aeronaves civis da história da aviação e um dos mais respeitados projetos de monomotores a pistão de uso privado e executivo, com manutenção simples e fácil de pilotar. É também um avião muito comum nos céus do Brasil.

O Bonanza ainda tem o título de avião monomotor civil com trem de pouso retrátil mais produzido de todos os tempos. Outro ponto famoso desse avião é seu apelido: Doctor’s Killer (Mata Médico), devido ao fato de muitos médicos terem se acidentado com o aparelho nos Estados Unidos. A Beechcraft Aircraft produz o modelo até hoje.

8. Consolidated B-24 Liberator – 19.256 unidades produzidas

O B-24 é até hoje o bombardeiro mais fabricado da história (Domínio Público)

O B-24 podia carregar cerca de quatro toneladas de bombas (Domínio Público)

O B-24 Liberator não é tão famoso como os icônicos Boeing B-17 e B-29, mas sua produção foi muito maior. O aparelho da antiga empresa Consolidated Aircraft foi utilizado em algumas das missões mais perigosas da Segunda Guerra Mundial e registrou perdas pesadas – quase metade dos aparelhos foram abatidos.

A produção do B-24 é ainda mais impressionante se levado em consideração o tempo em que foi fabricado. Em apenas três anos, entre 1942 e 1945, as linhas de montagem da aeronave alcançaram quase 20 mil unidades, o que faz do Liberator o bombardeiro mais fabricado na história da aviação. Cerca de 9.000 aviões ainda foram fabricados pela Ford (sim, a fabricante de carros!).

7. Focke-Wulf Fw 190 – Mais de 20.000 unidades produzidas

As versões finais do Fw 190 podiam voar a mais de 700 km/h (Domínio Público)

As versões finais do Fw 190 podiam voar a mais de 700 km/h (Domínio Público)

Considerado um dos melhores caças, se não o melhor, da Segunda Guerra Mundial, o temido Fw 190 era um avião rápido e muito manobrável, além de carregar um perigoso conjunto de canhões e metralhadoras. A aeronave alemã foi produzida entre 1941 e 1945.

O desenvolvimento do caça da Focke-Wulf foi contínuo durante o conflito mundial e diversas versões foram criadas. O modelo de maior desempenho foi o Ta-152, projetado para alcançar grandes altitudes, onde voavam os bombardeiros Aliados.

6. Supermarine Spitfire – Mais de 24.351 unidades produzidas

O Spitfire foi fundamental para a RAF durante a "Batalha da Inglaterra", em 1940 (Domínio Público)

O Spitfire foi fundamental para a RAF durante a “Batalha da Inglaterra”, em 1940 (Domínio Público)

Avião britânico mais importante da história, o Spitfire também foi outro grande caça que combateu na Segunda Guerra Mundial. Sua origem, porém, remonta ao conflito: o primeiro protótipo da aeronave voou em 1936 e sua produção foi encerrada somente em 1948.

Foi uma avião fundamental para a RAF (Força Aérea Britânica) durante a Batalha da Inglaterra, em 1940, impedindo os ataques massivos de caças e bombardeiros da Alemanha nazista, que tentava invadir o país. Nos anos 1950, o Spitfire também combateu na Guerra da Coreia e em conflitos na Malásia.

5. Piper Cherokee – Mais de 32.778 unidades produzidas

O Cherokee também foi produzido no Brasil como Embraer EMB-711 "Corisco" (Piper Aircraft)

O Cherokee também foi produzido no Brasil como Embraer EMB-711 “Corisco” (Piper Aircraft)

Desenvolvido para instrução de pilotos, táxi-aéreo e uso privado, o Piper Cherokee é uma aeronave muito simples e com preço competitivo, por isso faz tanto sucesso. Produzido desde 1961 pela tradicional fabricante Piper Aircraft, o Cherokee rapidamente se espalhou pelo mundo todo e atualmente é figura fácil em pequenos aeródromos, inclusive no Brasil.

Entre 1974 e 1990, o Cherokee foi produzido pela Embraer. A aeronave construída sob licença recebeu o nome EMB-711 “Corisco”. Ao todo, 477 unidades do monomotor foram fabricadas no Brasil.

4. Polikarpov Po-2 –Mais de 33.000 unidades produzidas

O Po-2 permaneceu em operação na URSS até 1978 (Domínio Público)

O Po-2 permaneceu em operação na URSS até 1978 (Domínio Público)

Biplano mais produzido de todos os tempos, o soviético Polikarpov Po-2 foi um avião que desafiou o tempo. A aeronave foi fabricada entre 1928 e 1958 e serviu tanto para aplicação militar como civil. O Po-2 também foi um dos mais bem sucedidos aviões de instrução, tendo permanecido em serviço com a força aérea da União Soviética até 1978!

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Po-2 foi utilizado em operações de ataque ao solo, reconhecimento aéreo, guerra psicológica e avião de ligação.

3. Messerschmitt Bf 109 – 34.826 unidades produzidas

As primeiras ações de combate do Bf 109 aconteceram durante a Guerra Civil Espanhola, em 1936 (D. Miller)

As primeiras ações do Bf 109 aconteceram durante a Guerra Civil Espanhola, em 1936 (D. Miller)

Principal caça da Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial, o Messerschmitt Bf 109 é um dos maiores ícones da aviação mundial. Foi um dos aviões mais rápidos da década de 1930 e estabeleceu os parâmetros de desempenho e armamentos que seriam vistos somente na década seguinte em aeronaves de outras nações.

A produção do Bf 109 começou em 1935 e o “batismo de fogo” da aeronave aconteceu durante a Guerra Civil Espanhola, em 1936. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, o caça ainda foi produzido na antiga Checoslováquia e também na Espanha, onde foi aposentado somente em 1965. O Museu Asas de um Sonho, em São Carlos (SP), possui um modelo original guardado.

2. Ilyushin Il-2 – 36.163 unidades produzidas

O Il-2 foi um dos melhores aviões de ataque ao solo da história (Domínio Público)

O Il-2 foi um dos melhores aviões de ataque ao solo da história (Domínio Público)

Nenhum outro avião militar teve uma linha de produção tão acelerada como a do Ilyushin Il-2, da antiga União Soviética. Apelidado de “carro de combate voador”, o Il-2 ajudou a arrasar as forças nazistas no final da Segunda Guerra Mundial.

Em menos de quatro anos (de 1941 até 1945), foram produzidos mais de 36 mil Il-2 e até a década de 1990 a aeronave da Ilyushin mantinha o posto de avião mais fabricado da história. Os últimos aparelhos, operados pelas forças armadas da antiga Iugoslávia e Bulgária, foram retirados de serviço em 1954, época em que já estavam completamente obsoletos.

1. Cessna 172 Skyhawk – Mais de 43 mil unidades

O Cessna 172 "zero km" é avaliado em cerca de US$ 360 mil (Cessna Aircraft)

O Cessna 172 “zero km” é avaliado em cerca de US$ 360 mil (Cessna Aircraft)

Se você ver um pequeno monomotor voando, seja onde for, há boas chances dele ser um Cessna 172 Skyhawk, o avião mais produzido na história da aviação. A aeronave de quatro lugares, trem de pouso fixo e asa alta é a mais popular em escolas de aviação, inclusive no Brasil.

As primeiras unidades do Skyhawk foram entregues em 1957 e sua produção segue até hoje como uma das mais agitadas da aviação. O Cessna 172 tem reputação de ser um avião extremamente fácil de pilotar e ainda é muito robusto. É apreciado para voos de lazer e pode operar em pistas curtas e mal preparadas.

Veja mais: Aviões com apelidos célebres