O novo jato 737 MAX está programado para entrar em operação comercial em 2017 (Boeing)

O novo jato 737 MAX está programado para entrar em operação comercial em 2017 (Boeing)

O Boeing 737 MAX (modelo 800), nova geração do jato de passageiros mais vendido do mundo, voou pela primeira nessa sexta-feira (29), dando inicio a fase de voos de testes que precede a certificação e a entrega dos aviões. A previsão é de que o primeiro modelo seja entregue a companhia Southwest Airlines no terceiro trimestre de 2017.

O primeiro 737 MAX completou um voo de duas horas e 47 minutos, decolando do aeroporto de Renton, às 9:46 da manhã, horário local, e aterrissando às 12h33 no Boeing Field, em Seattle.

“Estamos imensamente orgulhosos com o início dos testes de uma aeronave que proporcionará aos nossos clientes uma eficiência energética inédita no mercado de corredor único”, disse Ray Conner, presidente e CEO da Boeing Aviação Comercial.

Durante o voo, Craig Bomben, piloto de teste chefe e vice-presidente de operações de voo da Boeing, e Ed Wilson, piloto chefe do 737 MAX, decolaram rumo ao norte alcançando uma altitude de 7.620 metros e a velocidade 463 km/h. Enquanto os capitães Bomben e Wilson testavam os sistemas da aeronave, o equipamento de bordo transmitia dados em tempo real para uma equipe de voo em solo, em Seattle.

“O voo foi um sucesso”, disse Wilson. “O 737 MAX comportou-se perfeitamente em voo, dando-nos total confiança de que esta aeronave atenderá as expectativas de nossos clientes.”

Com os motores consumindo menos combustível, o 737 MAX 8 tem alcance de 6.510 km (Boeing)

Com os motores consumindo menos combustível, o 737 MAX 8 tem alcance de 6.510 km (Boeing)

A aeronave ganhou motores mais eficientes (LEAP-1B da CFM International) e novos winglets nas asas. Segundo a Boeing, essas tecnologias proporcionam um consumo de combustível até 20% menor que o dos primeiros jatos 737 Next-Generation (a geração atual do Boeing 737). Além disso, a fabricante ainda afirma que seu novo jato tem um custo operacional por assento 8% menor do que o do Airbus A320neo, principal concorrente da série MAX.

Consumindo menos combustível, o 737 pode ir mais rápido. De acordo com dados da fabricante, o 737 MAX 8 tem alcance de até 6.510 km – um aumento de 629 a 1.055 km em relação aos modelos da gama anterior.

Ao todo, a Boeing já recebeu 3.072 encomendadas, de 62 clientes no mundo todo, pela nova aeronave. No Brasil, o aparelho foi encomendado pela companhia aérea Gol, que deve receber as primeiras unidades a partir de 2018.

Veja mais: Airbus entrega primeira A320neo a Lufthansa