A LATAM recebeu sete Airbus A350 na frota, mas repassou quatro para a Qatar (Airbus)

Ao que tudo indica, o Airbus A350 ainda está nos planos da LATAM. Após repassar parte da frota do jato para a Qatar Airways e ter postergado a entrega de novos aviões para o ano que vem agora a empresa aérea anuncia a ampliação dos destinos que terão o jato em serviço.

Na verdade, trata-se da retomada da utilização do avião europeu, o mais avançado do braço brasileiro da LATAM. A partir de março de 2018, a companhia passará a operar com A350 voos para Nova York, Orlando e Paris. Apenas a capital francesa terá frequências alternadas com o 777-300ER utilizado atualmente.

Já Orlando, destino muito procurado pelos brasileiros que visitam os parques temáticos da região, a mudança faz parte do aumento da oferta de assentos no trecho – no mês que vem a LATAM terá nada menos que nove voos semanais para o destino na Florida – hoje são usados 767-300ER na rota.

Percalços

A vinda do A350 era longamente aguardada na LATAM. Os aviões foram encomendados ainda na época da TAM e o primeiro exemplar foi entregue em dezembro de 2015. Logo, sete exemplares estavam presentes na frota de longo alcance da companhia, porém, com a crise econômica ela optou por transferir em regime de leasing quatro desses aparelhos para a Qatar, hoje sócia do grupo. Dois jatos que seriam entregues este ano foram transferidos para 2018 e são eles que darão condições para que novas rotas adotem o jato, que oferece maior economia de combustível, ambiente mais agradável para os passageiros e um voo mais silencioso.

Sócia da LATAM, a Qatar alugou parte dos A350 da empresa sul-americana (Airbus)