O HondaJet que sofreu o incidente em Chicago transportava cinco passageiros e um piloto (Reprodução/AINonline)

O HondaJet que sofreu o incidente em Chicago transportava cinco passageiros e um piloto (Reprodução/AINonline)

O HondaJet sofreu seu primeiro “susto” neste mês. A aeronave, prefixo N2OUQ, saiu da pista após pousar no aeroporto Chicago Midway (MDW), em Chicago, nos Estados Unidos. O incidente aconteceu na última quarta-feira (12). O piloto e os cinco passageiros a bordo do jato executivo não ficaram feridos durante o imprevisto.

Segundo informações do site AINonline, depois de desviar de tempestades durante o voo iniciado no Aeroporto Internacional da Filadélfia, o piloto não conseguiu parar o jato na pista do aeroporto em Chicago, que estava molhada no momento do incidente. Ao deixar a superfície de asfalto, o avião conseguiu parar com ajuda do sistema EMAS (Engineered Material Arrestor System), projetado para “afundar” o trem de pouso da aeronave no solo e reduzir o espaço de frenagem, evitando situações com maiores consequências.

“O Departamento de Bombeiros de Chicago respondeu imediatamente à excursão de pista e informou que nenhum dos seis indivíduos a bordo foi ferido”, afirmou diretora de relações de mídia da Departamento de Aviação de Chicago, Karen Pride. Também foi relatado que no momento do incidente havia fortes rajadas de vento e chuva no local. A extensão dos danos no HondaJet ainda é desconhecida.

Executivo japonês

O Honda HA-420, mais conhecido como HondaJet, está em operação desde janeiro de 2016. O desenvolvimento da aeronave foi um dos mais demoradas na aviação executiva, iniciado ainda no final da década de 1980. O primeiro voo do modelo aconteceu somente em dezembro de 2003 e a certificação para operações foi emitida no final de 2015.

Até maio deste ano, a fabricante japonesa entregou 57 unidades do HondaJet, aeronave com espaço para até seis passageiros e que compete com o Embraer Phenom 100. O jato japonês é avaliado em US$ 4,5 milhões, cerca de R$ 14,2 milhões.

Veja mais: HondaJet é oferecido em programa de compartilhamento no Brasil